COTAÇÃO DE 26/10/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,5720

VENDA: R$5,5730

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,5900

VENDA: R$5,7230

EURO

COMPRA: R$6,4654

VENDA: R$6,4683

OURO NY

U$1.793,01

OURO BM&F (g)

R$321,20 (g)

BOVESPA

-2,11

POUPANÇA

0,3575%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Negócios

IBGC lança iniciativa inédita no Brasil

COMPARTILHE

Melo: negócios precisam de estratégia de transição viável | Crédito: Divulgação

Estima-se que o valor do risco financeiro da mudança climática possa chegar a US$ 43 trilhões até o final do século. Por isso, o tema assumiu o topo da agenda corporativa global. Para evitar este cenário, o World Economic Forum (WEF) contribuiu, juntamente a universidades, conselheiros de administração e institutos de governança e de conselheiros de administração ao redor do mundo, para a formação de uma rede de 20 capítulos nacionais de forma a promover a adoção dos Princípios de Governança Climática nas empresas.

No Brasil, o Instituto Brasileiro de Governança Corporativa (IBGC) foi convidado pelo WEF para liderar estes esforços. Ontem, o instituto inaugurou oficialmente sua atuação como Chapter Zero Brazil e lança a Iniciativa de Governança Climática (Climate Governance Initiative – CGI) no País.

PUBLICIDADE

O propósito do programa é empoderar os conselheiros atuantes nos conselhos de administração do País a se engajarem efetivamente em um debate estratégico sobre o desafio climático para seus negócios e como eles contribuirão para alcançar a meta global de redução de emissões a zero até 2050.

“Uma melhor compreensão sobre as mudanças climáticas e seus riscos sistêmicos está fazendo com que os líderes das empresas tomem atitudes visando encontrar oportunidades para a redução dos impactos das empresas ao meio ambiente e, consequentemente, à sociedade. É papel dos conselhos de administração incorporar uma estratégia de transição viável em seus modelos de negócios, incorporando métricas e formas de monitoramento relacionados a essa nova estratégia de carbono zero”, diz o diretor geral do IBGC, Pedro Melo.

Segundo o WEF, o enfrentamento da emergência climática no mundo é urgente e exige a transição acelerada para um novo modelo de negócios. Neste contexto, os conselhos de administração podem garantir a gestão de longo prazo deste tema nas empresas. Para isso, precisam desenvolver conhecimento, habilidades e processos para inserir o combate à mudança climática no centro do planejamento estratégico das companhias.

“A mudança climática causa impactos físicos sem precedentes, como a elevação do nível do mar e o aumento da frequência de eventos climáticos extremos, que podem gerar não só danos catastróficos ao meio ambiente como disrupções nos negócios. Da mesma forma, novas políticas e tecnologias que buscam limitar e reduzir estes impactos físicos impõem desafios às empresas. Ter uma gestão de longo prazo para a mudança climática é uma estratégia de sobrevivência das companhias. Além disso, a economia de baixo carbono representa uma oportunidade única de negócios. Para exercer sua função, os conselhos de administração devem ter uma visão clara das novas tecnologias, das tendências regulatórias e atitudes de investidores e consumidores, entre outros públicos, que cada vez mais se preocupam com questões ambientais”, comenta Silvio Dulinsky, membro do comitê executivo e responsável pelas interlocuções do Fórum Econômico Mundial com o setor privado na América Latina.

A partir do Acordo de Paris, surgiram novas legislações relacionadas ao clima, recomendações da Força-Tarefa do Conselho de Estabilidade Financeira sobre Divulgações Financeiras Relacionadas ao Clima (TCFD) e, mais recentemente, a maior consciência dos riscos ambientais, detalhados no Relatório Especial do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC) sobre o Aquecimento Global 1,5 ° C.

Dentro deste contexto, os Princípios de Governança Climática são projetados para aumentar o conhecimento dos conselheiros, incorporar o tema nas estruturas e nos processos do conselho e melhorar o entendimento dos riscos e das oportunidades que as mudanças climáticas representam para os negócios.

Nos próximos meses, o IBGC estruturará iniciativas educacionais para os conselhos de administração compostas por cursos, publicações e pesquisas sobre mudanças climáticas. Além disso, organizará eventos e encontros de conselheiros com o objetivo de discutir o tema em profundidade.

Global Summit

O lançamento do Chapter Zero no Brasil ocorrerá durante o painel “Mudanças Climáticas: o Papel dos Conselhos e o Futuro dos Negócios”, pré-evento do Global Summit 2021, organizado pelos Capítulos da Iniciativa de Governança Climática – Chapters of the Climate Governance Initiative – em colaboração com o World Economic Forum.

O painel abordará como os conselhos podem assumir a vanguarda da evolução das empresas, tendo em vista as mudanças nas expectativas de investidores e consumidores e a crescente pressão para a transição, por parte das empresas, para modelos de negócios de baixo carbono.

O debate contará com abertura de Leila Loria, do IBGC; participação de Tasso Azevedo, coordenador da MapBiomas & SEEG; Karina Litvack, conselheira e fundadora da Climate Governance Initiative; Carlos Takahashi, CEO no Brasil da BlackRock; Franklin Feder, conselheiro do Instituto Ethos; e Ricardo Young, presidente do Instituto Ethos.

Até 26 de março, o Global Summit contará com mais de 20 painéis sobre os riscos e oportunidades que a emergência climática traz para a resiliência de longo prazo e o sucesso comercial das empresas. Veja mais no link.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!