COTAÇÃO DE 20/05/2022

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$4,8730

VENDA: R$4,8740

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$4,9500

VENDA: R$5,0570

EURO

COMPRA: R$5,1492

VENDA: R$5,1504

OURO NY

U$1.846,53

OURO BM&F (g)

R$288,58 (g)

BOVESPA

+1,39

POUPANÇA

0,6441%

OFERECIMENTO

Negócios

IGP-M sobe 0,71% em 1ª prévia de março

COMPARTILHE

O Índice Geral de Preços-Mercado (IGP-M) acelerou a alta a 0,71% na primeira prévia de março, de 0,20% no mesmo período do mês anterior, com aumento dos preços no atacado e para o consumidor.


A Fundação Getulio Vargas (FGV) informou ontem que o Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA) teve avanço de 0,90% no período, depois de registrar alta de 0,22% na primeira leitura de fevereiro. O IPA mede a variação dos preços no atacado e responde por 60% do índice geral.
Os dados do IPA mostraram que a pressão sobre os preços de Matérias-Primas Brutas aumentou, avançando 1,25% no período, ante queda de 0,14%. Vale mencionar a contribuição dos preços de aves, soja e leite in natura para a movimentação do índice.

PUBLICIDADE




Consumidor – O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que tem peso de 30% no índice geral, também acelerou a alta a 0,47%, contra 0,14% no período anterior. No período, o destaque partiu do grupo Alimentação, que variou positivamente 0,95%, de um avanço de 0,12% no levantamento anterior.


O Índice Nacional de Custo da Construção (INCC), por sua vez, subiu 0,02% na primeira prévia de março, contra alta de 0,25% anteriormente.
O IGP-M é utilizado como referência para a correção de valores de contratos como os de aluguel de imóveis.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!