COTAÇÃO DE 07/12/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,6180

VENDA: R$5,6180

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,6500

VENDA: R$5,7830

EURO

COMPRA: R$6,3427

VENDA: R$6,3451

OURO NY

U$1.784,35

OURO BM&F (g)

R$323,23 (g)

BOVESPA

+0,65

POUPANÇA

0,5154%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Negócios

Mercado de nutrição saudável atrai investimentos no Brasil

COMPARTILHE

Temos planos específicos para o País, revela Ricardo Barbara | Crédito: Divulgação

Apesar da crise econômica em diversos segmentos da economia, um mercado que vem chamando a atenção globalmente é o de bem-estar, avaliado em cerca de 1,3 bilhão de euros e com um crescimento anual entre 5% e 10%, segundo o estudo “Feeling good: The future of the $1.5 trillion wellness market”, produzido pela McKinsey & Company, em agosto de 2020.

Pesquisas ainda mais recentes indicam que cada vez mais pessoas estão atentas ao impacto positivo de uma vida saudável no resto das suas vidas, com 68% dando prioridade a produtos que promovem um melhor desempenho físico (McKinsey Consumer Health Insights – Abril/21).

PUBLICIDADE

Seguindo esta tendência, uma das principais empresas de bens de consumo na categoria de nutrição saudável (Health and Wellness) do mundo, a Glanbia Performance Nutrition (GPN), acaba de anunciar um importante investimento no Brasil ainda neste ano.

Responsável por um completo portfólio de marcas consagradas, como Optimum Nutrition®, Isopure®, SlimFast®, think!®, Amazing Grass®, entre muitas outras, e dona de um faturamento anual na ordem de U$ 1.5 bilhão, a GPN está investindo na produção local de um whey protein exclusivo para o mercado brasileiro: o Whey Gourmet Series. De acordo com Ricardo Barbara, VP na América Latina da Glanbia Performance Nutrition, a estratégia faz parte dos planos de expansão da multinacional em mercados promissores, como é o caso do Brasil.

“Em um dos mais recentes movimentos estratégicos da Glanbia, criamos duas verticais de negócios para todas as nossas divisões de produtos, Sports Nutrition e Health & Wellness: GPN Américas e GPN Internacional. Nosso objetivo é explorar o potencial existente não apenas no mercado americano, onde somos líderes, como também fortalecer a penetração nos potenciais mercados da América Latina, com destaques para México e Brasil. O Brasil, especialmente, representa uma das maiores oportunidades de crescimento para GPN Américas, por isso temos planos específicos para o País”, revela o executivo.

A estratégia de expansão de portfólio no Brasil, com a inclusão desse novo produto, tem o objetivo de permitir que a Optimum Nutrition, que atualmente é líder nas fatias mais premium do mercado de whey protein, participe da categoria mainstream, que representa 90% do mercado total. Com isso, a empresa busca ganhar market share e novos consumidores para a sua marca, atendendo aos mais de 93% de interessados em adotar um estilo de vida mais saudável após o início da pandemia (Fonte: Ideia de Futuro: O Brasil Pós-Pandemia Pode Ser Melhor? – Datafolha/Globo / Fev. 2021).

Para viabilizar a produção nacional, a companhia se preparou por dois anos, dedicando um aporte de mais de R$ 1 milhão a consultorias internacionais que auxiliaram na busca por parceiros aptos a firmar uma verdadeira aliança estratégica, não apenas um acordo simples de co-manufatura. Durante o processo, a Glanbia chegou a considerar cinco fábricas no Brasil e Argentina, mas optou pela Grow Dietary Supplements (GDS) no Brasil, por já conhecer em detalhes a planta no passado e, especialmente, devido aos recentes investimentos em infraestrutura realizados por seus acionistas.

“Buscávamos uma aliança estratégica, com o envolvimento de ambas as partes na execução do plano de qualidade. Quando firmamos a parceria com GDS, alocando o espaço dedicado dentro da infraestrutura fabril que a empresa disponibiliza, acordamos que as duas empresas realizariam diversos investimentos em equipamentos, o que foi executado juntamente com uma intensa transferência de tecnologia, de forma a garantir que a produção local atingisse os mesmos níveis de excelência observados na produção dos demais produtos GPN em linha”, detalha Barbara.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!