COTAÇÃO DE 26/11/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,5950

VENDA: R$5,5960

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,6300

VENDA: R$5,7570

EURO

COMPRA: R$6,3210

VENDA: R$6,3222

OURO NY

U$1.792,60

OURO BM&F (g)

R$322,88 (g)

BOVESPA

-3,39

POUPANÇA

0,4620%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Negócios Negócios-destaque
A Le Jolie Lingerie ficou satisfeita com a sua primeira experiência no Minas Trend - Crédito: DIVULGAÇÃO / FIEMG

Maior feira de negócios de moda da América Latina, o Minas Trend reuniu nessa 25ª edição compradoras de seis países, movimentando mais de US$ 160 mil durante e evento e expectativa de negócios para os próximos 12 meses de US$ 410 mil.

Atraídas pela qualidade e variedade de marcas presentes no evento, elas aproveitaram a semana para ampliar e estreitar negócios.

PUBLICIDADE

A movimentação é uma iniciativa do Centro Internacional de Negócios (CIN) da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg), em parceria com Confederação Nacional das Indústrias (CNI), a Rede CIN e a TexBrasil.

A empresária equatoriana Fátima Mejida participou do evento pela primeira vez e se mostrou encantada com a experiência. Proprietária de duas lojas direcionadas a sapatos e bolsas no Equador, Fátima Mejida já comercializa produtos da marca Schultz com exclusividade e aproveitou para conhecer outras marcas e levar novidades às suas consumidoras.

“Gostei muito da variedade de estilos. As bolsas representam uma fatia pequena no mix das minhas lojas, mas aqui vi boas oportunidades para ampliar as vendas nesse segmento e fiquei muito bem impressionada com o design e materiais de qualidade das peças. Fechei US$ 30 mil em negócios com sete marcas entre mineiras e de outros estados do Brasil”, afirma Fátima Mejida.

Já a empresária Silvia Benichio, que mantém quatro lojas no Paraguai, participa pela 20ª vez do Minas Trend e também comemora bons negócios.

“Meu foco na feira sempre foram os calçados, mas há dois anos começamos a ampliar os negócios também para vestuário. Mesmo tendo marcas fixas com quem já fazemos negócios, buscamos ampliar o leque para outras oportunidades. A aceitação dos sapatos brasileiros no Paraguai é incrível e agora buscando essa abertura cultural no segmento de vestuário”, diz Silvia Benichio.

O formato da feira, que reúne calçados, acessórios e vestuário, além de palestras, programação cultural e desfiles, também agrada as compradoras.

“Diferente de outras feiras que acontecem em São Paulo e no Sul do Brasil, esta é a mais completa, tem um pouco de tudo e é uma ótima opção para fazer negócios”, ressalta a empresária do Paraguai, que movimentou US$ 60 mil nesta edição e planeja, pelo menos, repetir o investimento na próxima edição.

Durante a passagem de três dias pela Capital, as compradoras do Reino Unido, Polônia, Estados Unidos, Argentina, Equador e Paraguai foram conectadas à 43 expositores de todo o Brasil, que se inscreveram para participarem do projeto. Ao todo, foram realizadas 280 reuniões de negócios, através de consultorias especializadas, durante o Minas Trend.

Brasileiros – De Norte a Sul do País, também não faltam exemplos de quem escolheu o Minas Trend como um ponto de conexão com o mercado nacional e internacional.

A consagrada marca do joalheiro e designer Hector Albertazzi (SP), especializada em acessórios de luxo, é um exemplo disso. Comemorando 10 anos de trajetória e 10 edições do Minas Trend, o grupo tem o evento como uma importante plataforma de promoção e geração de negócios.

“Esta edição foi muito importante para nós. Abrimos novos clientes e em dois dias alcançamos o resultado que esperávamos para a feira inteira. Ainda não fechamos o resultado final, mas o crescimento parcial, comparado ao ano passado, está em torno de 60%. A estimativa é de que ele possa chegar a 90%. O evento é importante tanto para a abrangência da nossa atuação em cidades brasileiras, como para a entrada em novos países, como Polônia e Israel”, afirma a diretora comercial da Héctor Albertazzi, Carla Panelli.

No mesmo segmento, mas com o olhar voltado para outra categoria de público, a artesã Leila Monteiro, de Maceió (AL), comemora um ciclo de três edições do Minas Trend com um resultado surpreendente.

“Apenas no primeiro dia, eu vendi cerca de 70% do meu estoque. Tive que me adaptar para atender as demandas até o fim da feira. Retirei uma das vitrines e corri pelas ruas de Belo Horizonte para comprar mais material e continuar produzindo entre um atendimento e outro”, revela.

O Minas Trend também é escolhido como palco para o lançamento de tendências pelas marcas. Foi o caso da Ryzí e da DonnaLu, pertencentes ao Grupo MCM, de Novo Hamburgo (RS) que, em sua segunda participação, apostaram em um novo posicionamento no Salão de Negócios do evento, apresentando suas inovações nas famílias de bolsas.

“O nosso resultado foi muito positivo. O Minas Trend é um evento importante para nossas marcas, pois traz o perfil de lojista que buscamos, as boutiques. Acredito que os lançamentos colaboraram para esses números, assim como os investimentos em espaço e divulgação, em parcerias com influenciadoras digitais”, ressalta a gerente comercial do Grupo, Samanta Melo.

Para o presidente da Fiemg, Flávio Roscoe, esta edição reflete o novo momento do evento e sua consolidação como uma importante plataforma de geração de negócios para a indústria nacional.

“Ampliamos o fomento aos negócios, fortalecendo o Salão, e também acrescentamos ao evento o lançamento de produtos da indústria mineira em diferentes setores, como o de energia. Vamos agregar ainda mais qualidade ao que oferecemos à cadeia produtiva da moda”, pontua.

Pequenos também fizeram bonito – O Minas Trend também tem compromisso com o desenvolvimento de novos negócios. Nesta edição, o programa Fiemg Competitiva levou 43 marcas mineiras dos segmentos de vestuário, acessórios, bolsas e calçados para o Salão de Negócios. A oportunidade foi agarrada com unhas e dentes pelos empreendedores que fizeram bonito na feira.

A Le Jolie Lingerie, uma das marcas de moda íntima – segmento estreante no evento -, ficou satisfeita com a sua primeira experiência no Minas Trend.

“Foi muito interessante ter esse contato com o público e perceber como a nossa marca é vista no mercado. Desenvolvemos uma coleção exclusiva para o Minas Trend, empregando uma pegada fashion na moda íntima, que pode compor os looks casuais. Participar do Fiemg competitiva foi muito importante, pois abriu nossos olhos para essa tendência e nos trouxe uma experiência que será fundamental para o futuro”, comenta a gerente de marketing da marca, Gislaine Pereira.

Já a Nouveau Jour, loja on-line de T-shirts premium, encontrou nos programas de desenvolvimento empresarial da Fiemg a oportunidade de elevar o seu patamar no mercado da moda.

“Criei a marca há cinco anos e há um ano e meio trabalho com atacado. Tive a oportunidade de estrear na edição primavera/verão 2019 do Minas Trend, por meio do programa Ready-to-go, participei de outros projetos neste formato e agora volto pelo Fiemg Competitiva. Fazer parte dessas iniciativas de capacitação foi essencial para que eu estivesse aqui hoje. Nesta temporada, tive uma boa movimentação no estande e consegui ampliar minha atuação com clientes de novas praças, dentro e fora do estado”, conta Natália Carneiro, proprietária da marca, que revela seu sonho: “quero me consolidar para voltar aqui por conta própria”.

Tecendo futuros – O Minas Trend é o maior Salão de Negócios de moda da América Latina, realizado em Belo Horizonte, em duas temporadas anuais primavera/verão e outono/inverno.

A iniciativa da Fiemg tem o objetivo de fomentar a indústria mineira da moda, trazendo oportunidades para toda a cadeia produtiva e promovendo a qualidade e a versatilidade de seus segmentos. A plataforma é conhecida internacionalmente por lançar tendências e oferecer uma experiência completa ao público, unindo conteúdo de moda, geração de negócios e a oferta de entretenimento de qualidade.

O Minas Trend conta com apoio e patrocínio do Sebrae, Codemge, AngloGold Ashanti, Multiplan, Sesi Senai Nacional, Abit, Mais Previdência, Instituto Estrada Real, Cemig, Ministério da Cultura, Lei de Incentivo à Cultura, Krug Bier, Zuurgin, IED + Consulado da Itália, Energisa/Alsol, Cemig SIM/Mori, Credifiemg, Caimi&Liaison e Ecomaterioteca. (Da Redação)

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!