COTAÇÃO DE 24/01/2022

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,5030

VENDA: R$5,5030

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,4870

VENDA: R$5,6630

EURO

COMPRA: R$6,2080

VENDA: R$6,2103

OURO NY

U$1.842,90

OURO BM&F (g)

R$323,72 (g)

BOVESPA

-0,92

POUPANÇA

0,5845%%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Negócios
" "
Créditos: Divulgação

Empreender não é uma tarefa fácil em nenhum lugar do mundo. Sendo estrangeiro, a situação costuma se complicar ainda mais. A jovem jornalista de Guanhães, no Vale do Rio Doce, porém, não se intimidou ao chegar à Suécia. Gisele Almeida é a criadora do site Viajar pela Europa (http://viajarpelaeuropa.eu/) e já conquistou investidores europeus.

A façanha mais recente foi ser aprovada no programa de incentivo a negócios on-line empreendidos por microempresários não europeus residentes no Velho Continente.

PUBLICIDADE




O incentivo é dado pela empresa Almi, em parceria com o Centro de Emprego sueco, Arbetsförmedligen, e a União Europeia, responsável por chancelar o empréstimo. O valor total é de 200 mil coroas suecas, o equivalente a 20 mil euros.

“Quando terminei minha formação em Portugal fui para a Suécia. Para não perder contato com a minha profissão e com o português criei o blog. Isso aconteceu há seis anos. Não imaginava que dali sairia um negócio. Mas como sou muito ‘nerd’ comecei a estudar para fazer o melhor blog. Naquela época estavam explodindo os blogs políticos no Brasil. Fui entendendo que aquela poderia ser uma atividade lucrativa e fui buscar capacitação para isso”, relembra Gisele Almeida.

O site tinha como objetivo também ajudar familiares e amigos a montar roteiros exclusivos e extrair experiências positivas das viagens pelo Velho Continente. Com o passar do tempo, começou a atrair a atenção de outras pessoas.

Atualmente, tem uma média de 30 mil visualizações mensais na sua página na web, 14 mil fãs no Facebook e mais de 60 mil seguidores no Instagram. Assim foi se transformando em um negócio. Primeiro foram passeios em Oslo, capital da Noruega. Agora já são roteiros completos pela Escandinávia. Além disso, a página é monetizada por anúncios de parceiros que oferecem produtos e serviços.




A empresária agora se prepara para um novo salto, com o lançamento de uma plataforma completa nos próximos meses. A partir daí, serão oferecidos pacotes para toda a Europa.

“Para esse ano, as metas são ousadas. Estamos trabalhando em uma plataforma própria, com desenvolvimento a partir do zero. Quero também mudar o status do Viajar pela Europa para o equivalente a uma S.A. no Brasil. O interesse de brasileiros pela Suécia vem aumentando. Só no ano passado, em hospedagens convencionais – sem contar airbnb e quem aluga casa ou fica em casa de amigos – foram 74 mil pernoites de brasileiros na Suécia. Esse é um número muito bom e vem crescendo”, destaca a empresária.

Para garantir uma entrega que atenda a expectativa do seu engajado e exigente público, a jornalista se aprofundou no estudo de perfil. Para isso certificou-se em Marketing Digital pela Google, na Suécia. No site a maioria dos seus leitores são homens, enquanto nas redes sociais a presença mais marcante é a feminina. A faixa etária predominante é entre 35 e 54 anos e classe social média e média alta.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

CONTEÚDO RELACIONADO

OUTROS CONTEÚDOS

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!