COTAÇÃO DE 24/09/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,3430

VENDA: R$5,3440

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,3800

VENDA: R$5,5030

EURO

COMPRA: R$6,2581

VENDA: R$6,2594

OURO NY

U$1.750,87

OURO BM&F (g)

R$301,00 (g)

BOVESPA

-0,69

POUPANÇA

0,3012%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Negócios

Mineiro resgata história de Jesus

COMPARTILHE

Quer se acredite ou não, é impossível negar a importância de Jesus Cristo na história do mundo ocidental. Guerras foram travadas e o amor foi compartilhado em seu nome por séculos. Mas quem foi o homem por trás da teologia? Quem foi o verdadeiro Jesus? Os cristãos o conhecem como o Messias, mas a história revela um homem cercado de mistérios. E para o desespero dos céticos, os registros são incontestáveis quanto à sua existência: ele foi um camponês pobre do primeiro século que andou pela palestina romana e incomodou políticos, reis, sacerdotes e pagãos.

Em Jesus – Um breve roteiro histórico para curiosos, lançamento da editora Chiado Books, o professor de História da Arte, Iconografia e Simbologia, Alex Fernandes Bohrer, traça o perfil do Messias cristão por meio de perguntas que intrigam a humanidade há séculos, entre elas: Como foi a infância de Jesus? Como era a sua aparência? Ele foi um taumaturgo ou revolucionário? Qual foi o papel das mulheres no cristianismo primitivo? Com uma linguagem direta e acessível, e pautado por uma longa pesquisa, Bohrer responde essas e outras questões e conduz o leitor aos grandes eixos do cristianismo primitivo.

PUBLICIDADE

“Jesus é um personagem que sempre permeou minha vida de pesquisador e professor, já que minha especialidade é Iconografia Cristã e História da Arte”, explica Bohrer, que acrescenta, “também sempre tive interesse especial pelo cristianismo primitivo. A meu ver, entender esse contexto religioso é fundamental para compreendermos nossa própria civilização, com suas virtudes e mazelas. Como historiador, naturalmente os grandes mistérios da trajetória humana me intrigam. E a vida desse profeta palestino é um dos maiores mistérios de todos os tempos.”

Jesus – Um breve roteiro histórico para curiosos examina evidências arqueológicas, textuais e extrabíblicas, unindo o ícone religioso ao personagem histórico e fornecendo uma base sólida para o leitor quanto ao universo que cercou a vida de Jesus, o que ele fez e o que fizeram com a sua trajetória.

“Tenho dito em muitas palestras que Jesus é uma espécie de ‘cebola’ histórica. É uma metáfora bastante ilustrativa, pois ele é um personagem que tem várias camadas de realidade. Como uma cebola, quanto mais profundo vamos, mais nos aproximamos do Jesus histórico, de carne e osso; quanto mais camadas deixamos, mais nos aproximamos do Cristo, o Filho de Deus. Portanto, esses são entes diferentes: Jesus X Cristo. Não há contradições nesse jogo entre o histórico e o religioso. A própria Igreja Católica, por exemplo, prega que ele foi humano e divino na mesma medida. Crer no Cristo, é, portanto, uma questão de fé; entender Jesus, por outro lado, é uma tarefa da história e da arqueologia”, finaliza o autor.

Iniciativa da Tocalivros promove a literatura

A Tocalivros Social e a editora Vermelho Marinho lançaram gratuitamente na plataforma de streaming brasileira Tocalivros, o clássico do inglês George Orwell, A Revolução dos Bichos, em audiolivro, com narração do apresentador e humorista Fabio Porchat. Escrita em 1945, a fábula moderna satiriza o totalitarismo, a hipocrisia da tirania e a busca pelo poder. Um dos textos mais premiados do século 20, o clássico de Orwell foi eleito pela revista Time como um dos 100 melhores livros já publicados em língua inglesa.

Na história, a revolta é liderada pelos porcos Bola-de-Neve e Napoleão que querem tirar os humanos do comando. Eles tentam criar uma sociedade utópica, porém Napoleão, seduzido pelo poder, afasta Bola-de-Neve e estabelece uma ditadura tão corrupta quanto a sociedade de humanos. Com um pouco mais de três horas de duração, o audiolivro A Revolução dos Bichos levou três meses para ficar pronto e envolveu cerca de dez pessoas.

A superprodução conta com o que há de mais moderno em tecnologia para audiolivros: os efeitos sonoros binaurais, ou seja, quando o áudio é sentido pelo ouvinte em dois sons diferentes e ocupa um espaço de 360 graus. Apesar da superprodução, o título é totalmente gratuito. Isso porque a proposta da Tocalivros Social sempre foi de incentivar a democratização da leitura e mostrar como o audiolivro pode gerar impacto positivo na vida de milhões de brasileiros que têm pouco ou quase nenhum acesso aos livros.

A produção, que inaugura o novo selo da plataforma a Tocalivros Clássicos, também contou com a participação dos narradores Flávio Costa e Priscila Scholz, que fizeram as vozes dos animais; do produtor artístico da Tocalivros Clayton Heringer e teve composição de trilha sonora por Juscelino Filho. Para ter acesso ao audiolivro basta entrar no site www.tocalivros.com se cadastrar e navegar pela seção de obras gratuitas que pode ser escutado pelo app em dispositivos móveis ou computador. O aplicativo está disponível em iOS e Android na Apple Store e no Google Play.

Clube de Autores ganha espaço

No dia 16 de março completou um ano em que as primeiras medidas de restrição foram adotadas e o distanciamento social começou no Brasil por conta da pandemia de Covid-19. Neste momento, onde o mundo precisou se reinventar, o Clube de Autores, maior plataforma de autopublicação da América Latina, abriu caminho para cerca de 200 novos autores e chegou a uma média de mil livros publicados por mês. A mudança de comportamento de leitores também impactou no mercado de vendas da plataforma, que cresceu 55% comparado ao ano de 2019.

Atualmente o Clube de Autores possui 72 mil títulos, deste número, quase 15 mil foram publicados durante a pandemia. “Tempos difíceis são, quase por definição, momentos de concentração absoluta de ansiedade. Durante este um ano de marco da pandemia não foi diferente. A ansiedade extrema gera criatividade. Não é por outro motivo que notamos uma profusão literária, nunca se escreveu tanto. Não à toa nossa comunidade de autores vem crescendo”, comenta o CEO do Clube de Autores, Ricardo Almeida.

Logo no início da quarentena, a plataforma promoveu um concurso “Crônicas de Quarentena”, convidando autores e entusiastas de todo o Brasil a fomentarem a leitura e escrita relatando suas próprias experiências. O intuito foi estimular todos a aproveitarem melhor seu tempo dentro de casa. Ricardo Almeida relembra surpresa com o sucesso da ação. “Recebemos mais de 830 histórias, com visões profundas e ricas sobre suas próprias histórias de medos, dores, esperanças e até mesmo de alegrias”.

Além de abrir espaço para estes e outros tantos autores, que podem publicar seus livros gratuitamente, o Clube de Autores lançou o livro “Crônicas de Quarentena”, com 39 das crônicas recebidas, e doou toda renda obtida com a venda para ajudar a Missão Covid, que conecta gratuitamente médicos voluntários a pessoas com sintomas de coronavírus.

Com este ritmo de crescimento, Ricardo Almeida tem expectativa de crescer de 50% a 70% em 2021. “A autopublicação já é uma realidade no mundo inteiro, temos mais de 40% de direitos autorais pagos nos Estados Unidos em livros autopublicados, por exemplo. Costumo dizer que ela é o único canal para novos autores mostrarem seus trabalhos, venderem seus livros e terem sucesso em suas carreiras. A partir disso, pode até acontecer de editoras buscarem por eles, vemos isso diariamente aqui no Clube de Autores. Mas fica a cargo deles decidirem se vão seguir independente ou não”, finaliza.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!