COTAÇÃO DE 21-01-2022

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,4550

VENDA: R$5,4550

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,4870

VENDA: R$5,6130

EURO

COMPRA: R$6,1717

VENDA: R$6,1729

OURO NY

U$1.829,52

OURO BM&F (g)

R$320,53 (g)

BOVESPA

-0,15

POUPANÇA

0,6107%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Negócios

Para Secult, Mercadão Internacional de Lagoa Santa será um sucesso

COMPARTILHE

" "
Crédito: DIVULGAÇÃO/Mercadão Internacional

Uma semana após lançar o Plano Estadual de Desenvolvimento da Cozinha Mineira, o secretário de Estado de Cultura e Turismo de Minas Gerais, Leônidas Oliveira, visitou as obras do Mercadão Internacional de Lagoa Santa na última quinta-feira (25) e afirmou que o empreendimento, previsto para ser inaugurado em maio deste ano é contemporâneo e tem tudo para ser um sucesso.

“É um projeto que tem muito futuro, engajado nesse movimento de promoção de Minas Gerais. Além disso, está localizado em um ponto de fluxo natural de turistas: no meio da Rota Lund, caminho do Parque Nacional da Serra do Cipó e próximo ao Aeroporto Internacional Tancredo Neves”, elogiou.

PUBLICIDADE




“Esse ano, tornaremos a cozinha mineira patrimônio cultural do Estado, depois patrimônio cultural do Brasil, em dois processos que estão correndo juntos. Os mercados são os lugares sínteses dessa grande riqueza gastronômica”, afirmou o secretário. “Pesquisas dão conta que as pessoas estão procurando turismo de experiência. A experiência – ela só – é capaz de ser profunda a partir do objeto cultural”, observou.

Em seguida, ao mencionar os modelos de negócio do tipo ‘mercadões’, Leônidas Oliveira sinalizou que o mercado que se dedica ao artesanato, à cozinha, à cachaça, ao café, aos eventos e aos esportes de aventura – uma vez que a região é uma importante rota de ciclistas, motociclistas e praticantes de outras modalidades – “cria e fortalece esse movimento que o governo de Minas tem feito de potencializar, a partir da nossa cultura, o turismo”, avaliou.

O empreendimento localizado na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH) terá tudo isso. Inspirado nos modelos dos tradicionais “mercadões” existentes no Brasil e na Europa, o Mercadão Internacional de Lagoa Santa, conta com uma área de aproximadamente 40 mil m² e será um centro comercial a céu aberto com opções de lazer, gastronomia e artesanato. 

Além disso, a infraestrutura possui multiespaços para evento. As obras estão em fase avançada: a previsão da equipe do Mercadão é que em abril os lojistas e comerciantes comecem a instalar seus negócios e a inauguração ocorre no final deste semestre.




A diretora-executiva do Mercadão Internacional de Lagoa Santa, Ana Lúcia Araújo, agradeceu a presença do secretário de cultura e da equipe, disse que esse tipo de visita enriquece a troca de experiência. Interessada em futuras parcerias com o governo do estado, Ana Lúcia Araújo sinalizou que já assinou o protocolo de intenções com a Agência de Promoção de Investimento e Comércio Exterior de Minas Gerais (Indi). 

“Estamos focados neste momento em comunicar para os mineiros, brasileiros e para o mundo que o Mercadão Internacional de Lagoa Santa está chegando e, concomitante a isso, contatando cadeias produtivas, marcas e produtores que têm a cara da cultura mineira”, destacou a executiva.

Além da equipe da Secult, estiveram na agenda a diretora-executiva do Mercadão Internacional de Lagoa Santa, Ana Lúcia Araújo; os sócios do empreendimento, Lowany Bevilacqua e Clayton Ribeiro; e parceiro do Mercadão e CEO da Bike Escola, Antonio Sérgio Riise.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

CONTEÚDO RELACIONADO

OUTROS CONTEÚDOS

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!