COTAÇÃO DE 14/05/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,2710

VENDA: R$5,2710

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,2700

VENDA: R$5,4330

EURO

COMPRA: R$6,3961

VENDA: R$6,3990

OURO NY

U$1.843,90

OURO BM&F (g)

R$311,62 (g)

BOVESPA

+0,97

POUPANÇA

0,2019%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Negócios

Pequenos negócios ganham shopping virtual

COMPARTILHE

Crédito: Freepik

Os pequenos negócios da moda estão entre os segmentos mais impactados pela pandemia. De acordo com pesquisa realizada pelo Sebrae em parceria com a Fundação Getulio Vargas (FGV), no início de março deste ano, a moda ocupava o sexto lugar no ranking dos segmentos que tiveram as maiores quedas (-45%) no faturamento no período.

Diante deste cenário, o Sebrae Minas criou a campanha ‘MoDaqui’, uma iniciativa para inserir os pequenos negócios mineiros da moda no mercado digital. Inicialmente, serão beneficiadas 50 micro e pequenas empresas da indústria e do comércio varejista da moda de Belo Horizonte. Futuramente, o projeto poderá ser estendido para mais empresas da capital mineira.

PUBLICIDADE

Entre as ações do ’MoDaqui’ está a criação de um marketplace exclusivo para confecções, lojas e pequenos negócios do segmento venderem roupas, calçados e acessórios em uma grande “vitrine virtual’ da moda. A plataforma on-line de vendas será desenvolvida pelo Sebrae Minas em parceria com a startup AppPay.

“Muitos negócios tiveram que interromper o funcionamento devido ao isolamento social e às medidas restritivas de circulação intensificadas com o agravamento da pandemia. Neste momento, o marketplace se torna uma boa opção de canal de vendas para decolar no on-line, principalmente, para quem ainda não tem um e-commerce estruturado”, explica o analista do Sebrae Minas Jonas Bovolenta.

Entre as vantagens desse “shopping virtual” está o custo de operacionalização mais acessível. A plataforma permite ainda fazer promoções por período, ou por produtos, e é integrada a redes sociais, como por exemplo, o Instagram e o Facebook. Também permite contato direto com os clientes via WhatsApp, redes sociais, e-mail e telefone, aproximando quem quer vender de quem quer comprar. A previsão é que o marketplace seja lançado no dia 25 de maio.

Além de estimular as vendas on-line, o ‘MoDaqui’ vai oferecer ainda aos empresários: orientações, conteúdos e ferramentas de apoio para ingressarem no mundo digital, além de consultorias, cursos, workshops e palestras em gestão, marketing digital, finanças e vendas.

“O comércio eletrônico é um processo irreversível. Oferecer uma ferramenta fácil e eficiente para ampliar as vendas e reforçar os caixas dos pequenos negócios, que atuam presencialmente e agora estão com dificuldade de chegar ao cliente, é um dos propósitos do ‘MoDaqui’. Além disso, queremos que essas empresas estejam preparadas para tomar decisões mais assertivas”, justifica o analista do Sebrae Minas.

Para ter acesso a mais informações sobre a campanha ‘MoDaqui’ acesse o site.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

CONTEÚDO RELACIONADO

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!