COTAÇÃO DE 07/12/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,6180

VENDA: R$5,6180

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,6500

VENDA: R$5,7830

EURO

COMPRA: R$6,3427

VENDA: R$6,3451

OURO NY

U$1.784,35

OURO BM&F (g)

R$323,23 (g)

BOVESPA

+0,65

POUPANÇA

0,5154%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Negócios

Santa Casa investe R$ 7 milhões

COMPARTILHE

Objetivo da SCBH é prestar um atendimento integral, indo além das obrigações clínicas e hospitalares | Crédito: SCBH

Um espaço maior e mais confortável para os pacientes oncológicos de Minas Gerais é a proposta do Instituto de Oncologia da Santa Casa de Belo Horizonte (SCBH), inaugurado dia 21. A unidade conta com 37 consultórios, 88 pontos para tratamento de quimioterapia, dois aceleradores lineares, quatro leitos de urgência, salas de observação, além de toda a infraestrutura hospitalar da SCBH. Assim, garante que todos os procedimentos assistenciais sejam realizados no mesmo local, contando com estrutura confortável e acolhedora para tratar, ainda melhor, quem precisa.

De acordo com o diretor de Assistência à Saúde da SCBH, Guilherme Gonçalves Riccio, o esforço é para triplicar a capacidade de atendimento de pacientes com câncer. Para isso é disponibilizada uma equipe multiprofissional formada por médicos, enfermeiros, técnicos em enfermagem e em radioterapia, nutricionistas, psicólogos, assistentes sociais, fisioterapeutas, dentistas, entre outros. O investimento foi de R$ 7 milhões.

PUBLICIDADE

“É um investimento relativamente alto, totalmente financiado pela sociedade mineira através de empresas, entidades e pessoas físicas. Temos trabalhado desde 2016 nesse projeto que envolve todas as áreas da Santa Casa. Nos últimos 100 anos, a Santa Casa alcançou muita relevância na área de tratamento contra o câncer. Apenas em 2019, atendemos cerca de 2.500 novos pacientes oncológicos”, explica Riccio.

Em 2020, foram mais de 63 mil atendimentos entre primeira consulta, sessões de quimioterapia, radioterapia, procedimentos e retornos para controle. Fazendo com que a SCBH ficasse entre os dez maiores prestadores de serviços oncológicos do Brasil.

A Santa Casa BH manteve o corpo de oncologistas para atuar no novo Instituto e encorpou a equipe de apoio. O objetivo é prestar um atendimento integral, indo além das obrigações clínicas e hospitalares, agregando tecnologia e reduzindo o tempo de atendimento.

“Adquirimos um segundo acelerador linear e uma ressonância que não deve nada a nenhum outro hospital no Brasil. Pretendemos ter um foco mais fino nesse paciente. Muitos deles carregam grandes fragilidades sociais, com recursos zero. As pessoas não têm dinheiro para pegar o ônibus para fazer uma sessão de quimioterapia. Por que não podemos ajudá-las a terem um vale-transporte? O SUS (Sistema Único de Saúde) não financia isso, mas não posso me conformar. Tenho que buscar alternativas. A inauguração do Instituto reflete a respeitabilidade da Santa Casa diante da sociedade mineira e aumenta a nossa responsabilidade”, pontua.

Dessa forma, a SCBH também continua contribuindo para manter e fortalecer Belo Horizonte como um polo médico nacional, atraindo pacientes, estudantes, médicos e pesquisadores de todas as regiões do Brasil. Atualmente, são mais de 600 residentes que, depois de formados, levam os conhecimentos e ética profissional adquiridas ali para onde forem.

“Não queremos ser apenas prestadores de serviço. Nossos procedimentos estão submetidos aos mais rígidos protocolos para que possamos medir o sucesso e saber onde podemos avançar. É nossa obrigação procurar contribuir para uma saúde pública de qualidade. Não existe cidadão de primeira ou segunda classe. Somos todos igualmente cidadãos. Também ensinamos e distribuímos a crença no SUS. Num país com tantas dificuldades ele é uma ferramenta ainda mais importante. A saúde pública é um marco civilizatório e devemos todos lutar por ela. A inauguração do Instituto de Oncologia aconteceu no mesmo dia em que a Santa Casa comemorou 122 anos. É um dia para entrar para a nossa história”, finaliza o diretor de Assistência à Saúde da SCBH.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!