DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,2090

VENDA: R$5,2100

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,1800

VENDA: R$5,3600

EURO

COMPRA: R$6,0756

VENDA: R$6,0768

OURO NY

U$1.813,62

OURO BM&F (g)

R$300,00 (g)

BOVESPA

-3,08

POUPANÇA

0,2446%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Negócios

Secult lança edital para ocupação de prédios na Praça da Liberdade

COMPARTILHE

Crédito: Lucia Sebe Secom-MG

O governo de Minas Gerais, por meio da Secretaria de Estado de Cultura e Turismo (Secult), lança hoje o edital do Procedimento de Manifestação de Interesse 01/2021. O documento prevê que os interessados apresentem projetos, levantamentos, investigações e estudos com a finalidade de auxiliar a administração pública na estruturação de projeto de concessão dos imóveis pertencentes ao Estado localizados no entorno da Praça da Liberdade, no perímetro do Circuito Liberdade. O lançamento acontece no Museu das Minas e do Metal (MM Gerdau), às 14h, com público restrito. Haverá transmissão ao vivo no canal do Youtube da Secult.

O evento contará com a presença do vice-governador de Minas Gerais, Paulo Brant, do secretário de Cultura e Turismo, Leônidas Oliveira, e do secretário adjunto de Cultura e Turismo, Bernardo Silviano Brandão, além de outras autoridades.

PUBLICIDADE

Na iniciativa, a Secult tem apoio do Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais (Iepha-MG) e da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Mobilidade (Seinfra). Os interessados devem apresentar levantamentos e estudos para ocupação desses espaços, visando subsidiar a modelagem de concessão dos locais para reforma, restauro, implantação, operação, manutenção e exploração comercial.

Os espaços a serem ocupados são:

Casa Azul, rua da Bahia, 2.287;
Casa Amarela, rua Santa Rita Durão, 1.275;
Palacete Dantas e Solar Narbona, localizados no mesmo terreno, na Praça da Liberdade, 280.

Os prédios estão situados na “Área de Diretrizes Especiais Avenida do Contorno”, correspondente à área urbana incluída no plano de Aarão Reis, e que apresenta valor simbólico e cultural.

Para o secretário de Cultura e Turismo, Leônidas Oliveira, as edificações estão em uma região privilegiada com relação à fruição da cultura e das artes em transversalidade com o turismo. “A ocupação estratégica e planejada desses locais vai contribuir para enriquecer ainda mais o entorno da Praça da Liberdade, com foco no Circuito Liberdade, agregando valor aos serviços e atrações do complexo turístico-cultural. Estamos falando de uma região de importância histórica, com patrimônio protegido e tão representativo para os mineiros. Os estudos irão subsidiar a Secult no que diz respeito à concessão desses locais, com o objetivo de preservar o patrimônio histórico-cultural e artístico e estimular usos voltados ao lazer, turismo e à cultura”, afirma o secretário.

Processo – Poderão participar do Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI) pessoas físicas ou jurídicas que cumpram os requisitos previstos no edital. Para formalizar a proposta, os interessados deverão apresentar Formulário de Cadastramento preenchido e assinado, além de documentos solicitados, até 20 dias contados da publicação do edital. Os estudos deverão ser apresentados até 90 dias após publicação dos Termos de Autorização.

Por meio do PMI, a expectativa é que a Secult receba estudos que apresentem a melhor solução para subsidiar a modelagem de concessão dos imóveis, que não envolvam o aporte de recursos pelo Estado em sua implementação e que apresentem soluções que contribuam para a eficiência no uso em harmonia com as especificidades da região em que se situam. Eles devem se pautar pela premissa de que o imóvel se insere no perímetro do Circuito Liberdade, um complexo voltado para a difusão e fruição culturais, para o desenvolvimento turístico, para a preservação do patrimônio histórico e cultural, bem como para atividades de lazer e recreação.

O PMI 01/2021 será conduzido por uma comissão específica designada em resolução para tal atividade, em especial para apreciação dos documentos de autorização dos interessados, análise e seleção dos estudos. A Comissão de Avaliação será formada por técnicos da Secult e do Iepha-MG, podendo ainda ser solicitada a participação de integrantes de outros órgãos ou entidades do Estado.

Os interessados poderão conferir o edital completo e anexos no site.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

CONTEÚDO RELACIONADO

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!