COTAÇÃO DE 02-12-2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,6600

VENDA: R$5,6600

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,6730

VENDA: R$5,8130

EURO

COMPRA: R$6,3753

VENDA: R$6,3783

OURO NY

U$1.768,55

OURO BM&F (g)

R$319,92 (g)

BOVESPA

0,4902

POUPANÇA

+3,66%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

livre Negócios Negócios-destaque

Unimed-BH discutiu, na Capital, telemedicina e saúde digital

COMPARTILHE

Crédito: Divulgação/UnimedBH

A saúde é uma das áreas que ganharam mais oportunidades e desafios com a transformação digital. Diante do interesse por esse tema, a Unimed-BH promoveu, no dia 10 de março, o 4º Talks Unimed-BH, evento que discutiu telemedicina e saúde digital e como as novas tecnologias estão transformando o setor e as relações médico-pacientes. O evento contou com a presença de especialistas nacionais e participação de duas palestrantes internacionais.

Na abertura, o diretor-presidente da cooperativa, Samuel Flam, destacou que as mudanças impulsionadas pela transformação digital já fazem parte do nosso dia a dia. “Nesse cenário, a discussão já não é mais sobre se ocorrerão as mudanças na medicina, mas sobre quando e como empresas, médicos, profissionais da saúde, pacientes e órgãos reguladores se adaptarão a essa realidade”, disse.

PUBLICIDADE

O 1º painel “A Transformação da Saúde e a Revolução Digital”, contou com a participação dos médicos Thiago Júlio, gerente de Inovação Aberta do Dasa e curador da vertical de Saúde do CUBO/Itaú, e Felipe Cabral, coordenador médico de saúde digital do Hospital Moinhos de Vento, de Porto Alegre. O painel foi mediado pela colunista de saúde digital do portal Saúde Business, Pamela Paschoa.

Para Felipe Cabral, a telemedicina veio para melhorar a relação entre médico e paciente. “A interação é instantânea e segura, sem contar que, se o médico for um bom profissional, ele tem a possibilidade de ampliar seu portfólio, atendendo pessoas de regiões remotas do Brasil. Com a telemedicina, conseguimos impactar muito mais pessoas do que imaginamos”, enfatizou. Para o gerente de Inovação Aberta da Dasa, Felipe Cabral, “o paciente hoje tem uma postura de cliente, o que gera toda uma demanda por experiência e satisfação. Não adianta mais só tratar e curar o cliente se a experiência dele não for positiva”.

O segundo painel foi mediado por Rosângela Gundim, vice-presidente da Associação Brasileira de Telemedicina e Telessaúde (ABTms) que conversou com o superintendente geral de serviços próprios da Unimed-BH, Fábio Lentúlio, e o coordenador do Núcleo de Telemedicina e Telessaúde da Universidade Federal de Goiás, Alexandre Taleb. Os participantes apresentaram algumas iniciativas que acontecem no setor de saúde.

Já o painel “Tendências e Desafios para a Telemedicina: experiências internacionais” encerrou a programação com a conversa entre o superintendente geral de Gestão Empresarial da Unimed-BH, Alexandre Flores, e as convidadas Maya Cohn, diretora de operações do Instituto de Pesquisa e Inovação da Maccabi Health, e Jennifer Peña, diretora de Cuidados Primários Virtuais da Oscar Health que participaram por videoconferência. (Da Redação)

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!