Crédito: REUTERS/Adriano Machado

Brasília – O presidente Jair Bolsonaro decidiu ontem tirar a deputada federal Joice Hasselmann (PSL-SP) da liderança do governo no Congresso Nacional após o envolvimento da parlamentar na polêmica disputa sobre a liderança do PSL na Câmara, e irá substituí-la pelo senador Eduardo Gomes (MDB-TO).

A mudança ocorre depois de Joice ter assinado tanto uma lista para manter o deputado Delegado Waldir (GO) como líder do partido na Câmara como outra para derrubá-lo e substituí-lo por Eduardo Bolsonaro (SP), que é filho do presidente.

“Sendo uma prerrogativa do presidente da República escolher seus líderes para representar o governo no Poder Legislativo, será encaminhada mensagem ao Congresso Nacional informando a substituição da deputada Joice Hasselmann (PSL-SP) pelo senador Eduardo Gomes (MDB-TO) na função de líder do governo naquela Casa Legislativa”, disse o porta-voz da Presidência, Otávio do Rêgo Barros, à Reuters.

De acordo com uma fonte do Palácio do Planalto, coube ao ministro da Secretaria de Governo, Luís Fernando Ramos, telefonar para a deputada e comunicá-la de que não era mais a líder do governo no Congresso.

Joice estava se mantendo afastada da disputa direta entre as duas alas do partido, apesar de, na semana passada, ter criticado os colegas que fizeram uma nota em apoio a Bolsonaro. Segundo ela, uma lista com apenas 22 nomes dava a entender que Bolsonaro teria apoio de menos da metade da bancada.

Na quarta-feira, quando as duas alas iniciaram uma disputa para tentar destituir Waldir da liderança do partido, Joice inicialmente assinou a lista a favor dele, mas em seguida também assinou a lista em favor de Eduardo – de quem é desafeto desde a campanha.

Uma segunda lista a favor de Eduardo, feita depois da apresentada por Waldir, porém, não tinha o nome da deputada, o que foi visto como uma traição pelo Planalto. A deputada até o momento não comentou sua destituição da liderança.

Após as idas e vindas, a Secretaria Geral da Mesa da Câmara comunicou ontem que Waldir segue como líder do PSL na Casa. (Reuters)