Créditos: FAEMG

O grupo Café Gema de Minas, com sede em Capelinha, no Vale do Jequitinhonha, adquiriu a marca Café Montes Claros, que esteve fora do mercado por cinco anos. A operação vai permitir um incremento de cerca de 30% nos negócios da empresa, que prevê encerrar 2019 com alta de 40% no faturamento em relação ao ano anterior.

Embora não revele o aporte na aquisição, o diretor da empresa Ivan Caldeira contou que esta será a quarta marca do grupo, que trabalha ainda com as marcas Café Gema de Minas, Capelinha e Midiã. Somente a Gema de Minas, comercializada nas versões tradicional e extra forte, responde por cerca de 60% dos negócios do grupo.

Além disso, filtros de papel e cappuccino também estão no portfólio da empresa. No entanto, de imediato, a marca Montes Claros estará apenas nas embalagens de café.

Com atuação no Norte do Estado, na região dos vales do Jequitinhonha, Mucuri e Rio Doce, no Centro-Oeste de Minas e agora também na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), a empresa está presente em cerca de 300 cidades mineiras. Para isso, produz aproximadamente 200 toneladas de café por mês, em um parque industrial instalado em uma área de 20 mil metros quadrados em Capelinha. Já os funcionários diretos chegam a 300.

Cultivo próprio – Para atender a produção, o grupo conta com 2 mil hectares de café tipo arábica. Conforme Caldeira, do total plantado, metade é destinado para industrialização própria e a outra metade para a exportação, via cooperativas.

“Para suprir totalmente a demanda local, ainda compramos algumas sacas de outros produtores”, revelou.

Em relação à estrutura, o diretor ressaltou que utilizam apenas matérias-primas do interior de Minas Gerais na produção, associando estrutura tecnológica com a força do Vale do Jequitinhonha e a qualidade dos grãos mineiros para fazer o melhor café.

“Um dos aspectos que garante a qualidade dos cafés que produzimos é o nosso rigoroso controle de pureza. Todos os produtos Gema de Minas possuem o selo de pureza Abic, atestando a procedência e pureza dos produtos”, completou.