COTAÇÃO DE 25/05/2022

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$4,8200

VENDA: R$4,8210

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$4,8900

VENDA: R$5,0160

EURO

COMPRA: R$5,1520

VENDA: R$5,1546

OURO NY

U$1.853,68

OURO BM&F (g)

R$287,13 (g)

BOVESPA

-0,98

POUPANÇA

0,6724%

OFERECIMENTO

Agronegócio

Exportações de café verde do País recuam quase 30%

COMPARTILHE

Os embarques brasileiros do grão seguem prejudicados por manutenção de entraves logísticos | Crédito: Amanda Perobelli/Reuters

São Paulo – A exportação de café verde do Brasil em setembro atingiu 2,748 milhões de sacas de 60 kg, queda de 29,6% ante o mesmo mês de 2020, disse ontem o Conselho dos Exportadores de Café (Cecafé), citando um impacto negativo pela continuidade de entraves logísticos para o embarque.

As vendas externas do grão tipo arábica alcançaram 2,422 milhões sacas, recuo de 24,9% na mesma comparação, enquanto os embarques de café robusta caíram 51,8% para 326,04 mil sacas.

PUBLICIDADE




Segundo o presidente do Cecafé, Nicolas Rueda, não há mudanças no cenário adverso que vem pressionando as exportações nos últimos meses. “Seguimos com intensa disputa por contêineres e espaço nos navios e ainda nos deparando com sucessivos cancelamentos de bookings, rolagens de cargas e frete extremamente custoso”, disse ele em nota.

“Sabidamente, temos uma safra menor em andamento, mas há café disponível da histórica colheita anterior, o que implica que o Brasil possui produto para concretizar seus negócios”, acrescentou Rueda.

Ele afirmou que ferramentas tecnológicas estão contribuindo para que os compromissos sejam honrados e as ‘não entregas’ apareçam como minoria, “pouco representativas em relação aos volumes contratados”.

Considerando também o produto industrializado, as exportações totais de café chegaram a 3,1 milhões de sacas e renderam US$ 518,2 milhões em setembro deste ano, desempenho que implica queda de 26,5% em volume e leve avanço de 0,5% em receita.

PUBLICIDADE




“A evolução no ingresso de divisas reflete as altas cotações da commodity no mercado internacional, tanto que o preço médio das remessas foi de US$ 166,52 por saca, 36,7% acima dos US$ 121,79 aferidos em setembro do ano passado”.

Com o resultado, as exportações de café do País nos três primeiros meses do ano-safra 2021/22 chegaram a 8,817 milhões de sacas, ficando 20,2% aquém do apurado entre julho e setembro de 2020. Em receita, contudo, houve crescimento de 3,3% no intervalo, com os embarques rendendo US$ 1,367 bilhão até o momento, o melhor desempenho das últimas cinco temporadas, ressaltou o Cecafé. (Reuters)

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!