COTAÇÃO DE 20/05/2022

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$4,8730

VENDA: R$4,8740

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$4,9500

VENDA: R$5,0570

EURO

COMPRA: R$5,1492

VENDA: R$5,1504

OURO NY

U$1.846,53

OURO BM&F (g)

R$288,58 (g)

BOVESPA

+1,39

POUPANÇA

0,6441%

OFERECIMENTO

Economia

AG teria adiado prazo de propostas por fatia na CCR

COMPARTILHE

Logotipo em prédio do BTG Pactual
Entre os bancos digitais, o britânico é o segundo mais valioso do mundo, atrás do brasileiro Nubank | Crédito: Divulgação

São Paulo – A Andrade Gutierrez (AG)  decidiu adiar o prazo para as propostas por sua participação na empresa de infraestrutura em transportes CCR, segundo três fontes com conhecimento do assunto.

O BTG Pactual, assessor da Andrade Gutierrez, havia colocado prazo para entrega de propostas para o dia 19, mas anunciou aos interessados a extensão. O novo prazo ainda não foi fixado, mas deve ser no próximo mês.

PUBLICIDADE




Andrade Gutierrez e BTG Pactual não comentaram.

A Andrade Gutierrez havia fechado em maio do ano passado a venda de sua participação para o fundo de private equity IG4 Capital por R$ 4,6 bilhões, embutindo um prêmio significativo sobre o valor das ações na bolsa. Na época, o grupo australiano Macquarie estava interessado em entrar no negócio, que acabou não sendo fechado.

Uma pessoa com conhecimento do assunto disse que o IG4 havia exigido direitos de gestão na CCR, o que foi rejeitado por outros acionistas controladores, os conglomerados Soares Penido e Mover, anteriormente conhecido como Camargo Corrêa.

O IG4 não comentou. A Mover e a CCR disseram que não comentariam “especulação do mercado” e a Soares Penido não respondeu imediatamente a um pedido de comentário.

PUBLICIDADE




Agora, os interessados pelo ativo foram solicitados a simplesmente tomar o lugar de Andrade Gutierrez dentro do atual acordo de acionistas.

A Andrade Gutierrez pretende vender suas ações com um prêmio, segundo duas fontes.

Dependendo do prêmio, pode ser suficiente para pagar os credores da empresa, que possui dívidas bancárias e em títulos com a participação na CCR como garantia. O valor desses vencimentos é atualmente superior ao valor de mercado da fatia na operadora de rodovias.

As ações da CCR caíram mais de 10% desde que a Andrade Gutierrez iniciou negociações com potenciais compradores de sua participação em maio.

A prorrogação do prazo foi definida porque novos investidores manifestaram interesse e pediram mais tempo para analisar o ativo, disse uma das fontes, acrescentando que tanto investidores estratégicos quanto financeiros demonstraram apetite.

Os interessados incluem a gestora brasileira de ativos alternativos Prisma Capital, que recentemente levantou um fundo de US$ 650 milhões, segundo uma fonte.

A Votorantim, um dos maiores conglomerados industriais diversificados do Brasil, também está interessada em aumentar sua participação de aproximadamente 6% na CCR, disse outra fonte.

No entanto, é improvável que a Votorantim entregue uma oferta no processo atual, por considerar que a situação da Andrade Gutierrez ainda é complexa com os credores, disse essa pessoa. Outro potencial licitante, a holding Itaúsa, não confirmou sua participação, disseram fontes. Votorantim e Itaúsa não comentaram.

O fundo de pensão canadense Caisse de Depot et Placement du Quebec, que foi citado em reportagens recentes da mídia, não deve concorrer, disse uma das fontes. O fundo não comentou.

A Andrade Gutierrez também está tentando atrair o interesse de companhias europeias de transporte, disseram fontes, mas o papel deles no processo também é incerto.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!