COTAÇÃO DE 17/09/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,2820

VENDA: R$5,2820

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,3100

VENDA: R$5,4500

EURO

COMPRA: R$6,2293

VENDA: R$6,2322

OURO NY

U$1.754,86

OURO BM&F (g)

R$298,96 (g)

BOVESPA

-2,07

POUPANÇA

0,3012%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Economia

Biomm busca aprovação de remédio contra a Covid

COMPARTILHE

A Biomm, instalada em Nova Lima, recebeu autorização da Anvisa para iniciar os estudos da fase 3 do Leronlimabe | Crédito: Divulgação
Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

A biofarmacêutica Biomm, localizada na cidade de Nova Lima (RMBH), obteve autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para iniciar os estudos clínicos da fase 3 do medicamento Leronlimabe, contra a Covid-19, no Brasil.

Os ensaios serão realizados em 35 centros de pesquisa brasileiros, com 612 pacientes hospitalizados e com necessidade de suporte para oxigenação, tendo como objetivo impedir que a doença evolua para um caso mais grave, com necessidade de ventilação mecânica invasiva.

PUBLICIDADE

De acordo com o fato relevante divulgado pela companhia ontem, o ensaio clínico será conduzido pela Academic Research Organization (ARO) do Hospital Israelita Albert Einstein (HIAE), em colaboração com a CytoDyn, empresa norte-americana responsável pelo desenvolvimento do medicamento, e a Biomm, parceira exclusiva para a comercialização do leronlimab no Brasil.

A reportagem tentou contato com a biofarmacêutica para saber qual a participação da empresa no desenvolvimento do medicamento, bem como se Minas Gerais poderá ter participação nos processos. No entanto, a companhia se encontra em período de silêncio.

O Leronlimabe age para prevenir uma resposta excessiva do sistema imunológico de pacientes infectados com o novo coronavírus, reduzindo a superprodução de citocinas inflamatórias, também conhecidas como “tempestade de citocinas”. Esta tempestade inflamatória, que agrava a condição clínica significativamente, pode, muitas vezes, levar o paciente a óbito.

“A realização de testes de fase 3 ajuda a esclarecer todas as informações necessárias para encontrarmos uma nova opção no tratamento da doença em pacientes hospitalizados, por isso os estudos foram desenhados com uma abrangência nacional”, explica o CEO da Biomm, Heraldo Marchezini.

A companhia submeteu à aprovação do órgão o pedido para realização de pesquisas envolvendo o Leronlimabe no fim de maio. Já os estudos terão início após o processo de importação do medicamento.

“Acreditamos que este estudo é um dos mais promissores na história da nossa empresa, pois geraremos informações importantes que nos providenciará a oportunidade perfeita de obtermos potencialmente a primeira aprovação de leronlimab nos países onde a solicitamos”, ressalta o presidente da CytoDyn, Nader Pourhassan.

Produção – Em entrevista ao DIÁRIO DO COMÉRCIO em abril, a diretora Financeira e de Relações com Investidores da Biomm, Mirna Santiago Vieira, falou sobre as expectativas acerca de licenciamentos de marcas e patentes de medicamentos e do processo de adequação da planta industrial em Nova Lima, para aprovação pela Anvisa e outros órgãos reguladores com o objetivo de ter em seu portfólio medicamentos de fabricação própria.

Destacou que, em março, a empresa havia iniciado os trabalhos com a insulina Glargina e que seguiria trabalhando para a expansão do portfólio no decorrer do exercício. Neste sentido, ela falou sobre o sucesso da capitalização realizada pela empresa no final do ano passado, que permitirá seguir com o processo de expansão do portfólio com a entrada da Glargina e a validação da fábrica de Nova Lima.

“A planta foi projetada e construída com o objetivo de independência produtiva para produção de análogos de insulina e outros medicamentos biológicos no País. A unidade industrial é faseada e modular. Isso permite a comercialização de produtos adquiridos de terceiros, enquanto, paralelamente, a fábrica é construída e validada”, disse na época.

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!