Certificado vai agregar valor à produção e, com isso, a expectativa é incentivar o aumento do rebanho e investimentos em melhoria genética da raça

O Programa de Certificação da Carne Senepol será lançado no próximo dia 4 de setembro, em Uberlândia, no Triângulo, durante o II Mega Encontro Internacional da Raça Senepol. O projeto, que foi desenvolvido pela Associação Brasileira dos Criadores de Bovinos Senepol (ABCB Senepol), tem como objetivo valorizar a carne dos bovinos da raça, que tem alta qualidade. Para isso, serão firmadas parcerias com frigoríficos, que pagarão valores diferenciados pela carne certificada. O programa irá agregar valor à produção e, com isso, a expectativa é incentivar o aumento do rebanho Senepol e os investimentos na melhoria genética da raça.

A carne certificada com o selo de qualidade deve chegar ao mercado a partir de outubro. O II Mega Encontro Internacional da Raça Senepol acontecerá durante a 55ª Exposição Agropecuária de Uberlândia – Camaru 2018.

De acordo com o proprietário da Hangar Projetos Estratégicos Ltda e consultor do Programa de Certificação da Carne Senepol, Jorge Dias, as expectativas em relação ao projeto são positivas. Além da oportunidade de oferecer ao mercado uma carne com alto padrão de qualidade, a demanda dos consumidores, que buscam e pagam mais pelos produtos de qualidade diferenciada, tem crescido.

“Existe um interesse do mercado pela carne do Senepol, que tem alta qualidade. É um mercado mais selecionado, em que o público reconhece a qualidade diferenciada e está disposto a pagar um valor mais alto por isso. O Programa de Certificação vai aproveitar este momento propício, que também é importante para os criadores terem retorno dos investimentos na melhoria genética dos rebanhos”, explicou Dias.

As inscrições para participar do projeto começarão a ser feitas logo após o lançamento do Programa de Certificação, que será no dia 4 de setembro. Dias explica que foi criada uma plataforma no site da ABCB onde os criadores poderão fazer o registro. A plataforma está conectada ao site da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) que administra os programas de certificação de carnes de bovinos.

Assim que for efetuada a inscrição, o pecuarista irá escolher o frigorífico mais próximo e agendar o abate, que será vistoriado por um técnico da associação. A classificação será feita conforme as regras estabelecidas pelo programa.

Denominada Senepol Quality Assurance (SQA), a certificação foi desenvolvida com base em rigorosos protocolos de produção e padronização e os animais serão avaliados conforme a classificação fenotípica (grau de sangue da raça, pelagem, tipo de animal, maturidade, tipificação de carcaça), o programa nutricional e o programa sanitário.
“A expectativa é de que a adesão ao Programa de Certificação, por parte dos criadores, seja grande, já que ele terá um retorno importante. Durante o lançamento do projeto serão anunciados os dois primeiros frigoríficos parceiros”.

Valor – Um dos principais retornos para o pecuarista que irá participar do projeto é a agregação de valor na hora de comercializar os bovinos com o frigorífico. Pelo fato de a certificação da carne Senepol ser um projeto novo, o índice médio do prêmio ainda não foi definido. Porém, em outros projetos de certificação da carne de bovinos, o valor pago chega a superar em 10% o que é praticado no mercado tradicional.

“O valor agregado é muito bom e importante para o pecuarista, que já trabalha com as margens apertadas. O foco do projeto de certificação é fazer com que o mercado utilize mais o Senepol. Desta forma, haverá um maior incentivo para o pecuarista participar do Programa de Melhoramento Genético do Senepol (PMGS) e promover o crescimento da raça no País”, explicou Dias.