COTAÇÃO DE 17/05/2022

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$4,9420

VENDA: R$4,9430

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,0400

VENDA: R$5,1520

EURO

COMPRA: R$5,2307

VENDA: R$5,2334

OURO NY

U$1.814,77

OURO BM&F (g)

R$290,29 (g)

BOVESPA

+0,51

POUPANÇA

0,7025%

OFERECIMENTO

Economia

Copasa isenta do pagamento de contas imóveis atingidos pelas chuvas em Minas Gerais

COMPARTILHE

Rua alagada
Crédito: Marco Evangelista/Imprensa MG

A Copasa e a Copanor, sensíveis às dificuldades dos clientes que tiveram seus imóveis atingidos pelas enchentes, anunciaram nessa terça-feira (18) condições de isenção de pagamento das contas de água e esgoto para imóveis residenciais e comerciais, bem como para realizar vedações (tamponamentos) e religações, conforme artigo 94 da resolução 40 de 2013 da Arsae- MG.

Serão contemplados os usuários enquadrados na categoria Social, Residencial e Comercial, situados nos municípios em estado de emergência/calamidade, reconhecidos pela Defesa Civil de Minas Gerais, decorrente das enchentes.

PUBLICIDADE




As condições variam de acordo com a situação de cada imóvel.

1) Para imóveis que desabaram e/ou que foram condenados pertencentes a todas as categorias:

Haverá isenção da conta referente a janeiro/2022. Nesses casos, haverá o corte do abastecimento e o cliente não precisará se preocupar, pois não receberá novas faturas. Os imóveis condenados e que passarem por obras poderão solicitar a religação sem custo.

2) Imóveis interditados temporariamente que pertencem à categoria Social:

PUBLICIDADE




Haverá isenção da conta referente a janeiro/2022, e para a referência fevereiro/2022 o cliente poderá solicitar parcelamento, em até 12 vezes, com desconto de 50% dos juros.

3) Imóveis atingidos, mas que continuam em condições de uso/moradia, pertencentes à categoria Social:

Haverá isenção da conta referente a janeiro/2022.

4) Imóveis atingidos, mas que continuam em condições de uso, pertencentes à categoria Comercial:

Isenção do faturamento do volume até 10 m³ de água da conta referente a janeiro/2022; além disso, se o cliente tiver parcelamento vigente, haverá suspensão do pagamento por dois meses, sem cobrança de juros ou encargos, retomando a cobrança em março/2022.

Atenção

Os clientes não precisarão se deslocar até a agência de atendimento, uma vez que a equipe da Copasa, juntamente com a Defesa Civil, já está fazendo a avaliação e a listagem dos imóveis afetados.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!