COTAÇÃO DE 07/12/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,6180

VENDA: R$5,6180

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,6500

VENDA: R$5,7830

EURO

COMPRA: R$6,3427

VENDA: R$6,3451

OURO NY

U$1.784,35

OURO BM&F (g)

R$323,23 (g)

BOVESPA

+0,65

POUPANÇA

0,5154%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Economia

Custo avança 0,10% na Capital em março, aponta Sinduscon-MG

COMPARTILHE

O Custo Unitário Básico de Construção (CUB/m² – projeto-padrão R8-N) registrou alta de 0,10% em março e ficou 0,03 ponto percentual abaixo do mês anterior, cuja variação foi de 0,13%. Dentre os componentes do CUB/m² observou-se, em março, alta somente no custo com material (+0,25%). Os custos com a mão de obra, com as despesas administrativas e com o aluguel de equipamentos permaneceram estáveis. No primeiro trimestre do ano o CUB/m² aumentou 0,76%.

O custo do metro quadrado de construção em Belo Horizonte, para o projeto-padrão R8-N (residência multifamiliar, padrão normal, com garagem, pilotis, oito pavimentos-tipo e três quartos) que em fevereiro era R$ 1.419,20 passou para R$ 1.420,58 em março. O indicador é calculado e divulgado mensalmente pelo Sindicato da Indústria da Construção Civil no Estado de Minas Gerais (Sinduscon-MG).

PUBLICIDADE

Na composição do CUB/m² a mão de obra representou, em março, 56,18% do custo total, os materiais de construção responderam por 39,71% e as despesas administrativas/aluguel de equipamentos foram responsáveis por 4,11%.

Em março os materiais que apresentaram aumentos em seus preços foram: areia (+3,33%), fio de cobre antichama (+2,33%), aço CA 50 10mm (+1,95%), bacia sanitária branca (+1,95%), tinta látex (+1,43%), e brita (+1,41%).

Apesar destes aumentos, o coordenador sindical do Sinduscon-MG, economista Daniel Furletti destaca: “Os aumentos nos preços dos materiais de construção ainda estão acontecendo de forma pontual e não generalizada. Mas, mesmo assim, alguns insumos destacam-se por altas expressivas e, por isso, é importante acompanhar. Do total dos itens pesquisados, 26,92% registraram elevação, 61,54% mantiveram seus preços e 11,54% registraram queda.

Apesar de a construção civil ter voltado a gerar vagas com carteira assinada, conforme demonstra os dados do Caged/Ministério da Economia, o setor ainda está com um ritmo baixo de atividades. No primeiro bimestre de 2019, a construção civil foi responsável pela geração de 5.326 novas vagas com carteira assinada na Região Metropolitana de Belo Horizonte, sendo que o seu número de trabalhadores formais passou para 125.919 em fevereiro/2019. Entretanto, em fevereiro/2014, por exemplo, esse número era muito superior: 175.211.

Acumulado – Nos primeiros três meses do ano, o CUB/m² registrou alta de 0,76%. Já o custo com material aumentou, neste período, 0,74% e o custo com a mão de obra cresceu 0,82%. Os custos com as despesas administrativas e com o aluguel de equipamentos ficaram estáveis. Os materiais que registraram as maiores elevações de preços neste período foram: areia (+6,90%), brita (+5,88%), aço CA 50 10mm (+4,87%), tubo de PVC rígido reforçado para esgoto – 150mm (+4,84%) e registro de pressão cromado (+3,37%).

Nos últimos 12 meses o CUB/m² registrou alta de 6,09%, o que foi reflexo das seguintes variações: 5,38% no custo com material de construção, 7,03% no custo com a mão de obra, 0,20% nas despesas administrativas e 6,71% no aluguel de equipamentos. Os materiais que apresentaram as maiores elevações em seus preços nos últimos 12 meses foram: porta interna semi oca para pintura (+21,57%), emulsão asfáltica (+20,77%), aço CA 50 10mm (+19,71%), bacia sanitária branca com caixa acoplada (+18,62%) e tubo de ferro galvanizado com costura 2 ½” (+18,47%).

O CUB/m² desonerado aumentou 0,10% em março/19, acumulando alta de 0,85% nos três primeiros meses do ano e 6,80% nos últimos 12 meses (abril/18- março/19).

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!