COTAÇÃO DE 19/01/2022

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,4650

VENDA: R$5,4660

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,5000

VENDA: R$5,6270

EURO

COMPRA: R$6,2355

VENDA: R$6,2384

OURO NY

U$1.842,40

OURO BM&F (g)

R$325,08 (g)

BOVESPA

+1,26

POUPANÇA

0,6324%%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Economia

Faturamento do setor em Minas recua 3,3% em março

COMPARTILHE

" "
Crédito: Alisson J. Silva/Arquivo DC

Assim como o setor de bens de capital nacional, a atividade em Minas Gerais registrou queda no faturamento de março sobre a mesma época de 2018. De acordo com a Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq), no País, a baixa da receita líquida do terceiro mês deste ano foi de 2,1%, enquanto no Estado chegou a 3,3%, sempre em relação a igual período do ano anterior.

Mesmo assim, segundo a entidade, em ambos os casos, o desempenho do primeiro trimestre de 2019 se manteve positivo. Em âmbito nacional, o setor acumulou alta de 6% sobre os três primeiros meses do exercício passado e, em Minas, ela chegou a 4% em relação a igual época de 2018.

PUBLICIDADE




“Embora os números estejam positivos no acumulado do ano, não necessariamente representam a realidade do setor de máquinas e equipamentos. Há algum tempo, já vimos observando uma oscilação grande nos resultados, de maneira que já não nos permite qualquer certeza sobre os próximos meses”, ponderou o membro do Conselho da Abimaq, Marcelo Veneroso.

De qualquer maneira, conforme o dirigente, o setor segue otimista em relação ao exercício e mantém a projeção de crescimento entre 5% e 10% tanto em nível nacional quanto estadual para o encerramento de 2019.

“Estamos na expectativa da aprovação da reforma da Previdência e demais ações a serem tomadas pelo governo federal. Uma vez realizadas, essas medidas destravarão a economia e poderemos crescer até acima dos índices projetados inicialmente”, completou.

Além disso, Veneroso disse que os representantes do setor de bens de capital estão ansiosos para o pacote de medidas que o governo federal promete lançar para incentivar a economia do País. “Não sabemos, ao certo, o que virá, mas esperamos que ajude enquanto a reforma não é aprovada”, completou.




Exportações – Sobre o desempenho do setor em Minas Gerais, o balanço da Abimaq mostrou que, em março, o movimento das exportações de máquinas e equipamentos no Estado em relação a fevereiro e ao mesmo período do ano passado foi de alta de 11% e 1,3%, respectivamente.

Já o nível de utilização da capacidade instalada continua em queda, com baixas de 0,6% em março sobre fevereiro e 3% em relação ao mesmo mês do ano passado. E o número de pessoas empregadas se manteve praticamente na mesma média em relação aos dois períodos analisados.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

CONTEÚDO RELACIONADO

OUTROS CONTEÚDOS

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!