DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,2090

VENDA: R$5,2100

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,1800

VENDA: R$5,3600

EURO

COMPRA: R$6,0756

VENDA: R$6,0768

OURO NY

U$1.813,62

OURO BM&F (g)

R$300,00 (g)

BOVESPA

-3,08

POUPANÇA

0,2446%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Economia

Gasmig busca expansão da rede de gás natural em BH

COMPARTILHE

Com ampliação, os bairros Luxemburgo, Coração Eucarístico, Cidade Nova e Nova Suíça passarão a ser atendidos pelo serviço - Crédito: Divulgação

A Companhia de Gás de Minas Gerais (Gasmig) deve investir, este ano, cerca de R$ 50 milhões para expansão da rede de fornecimento de gás natural em Belo Horizonte. O valor corresponde a aproximadamente 60% do orçamento da companhia para 2019, que é de R$ 80 milhões. Com isso, o número de consumidores residenciais na Capital deve subir cerca de 45% até o final de 2020. Atualmente, na cidade, são atendidos 55 mil pontos residenciais, que devem passar a 60 mil até o final de 2019. Para 2020, a previsão é de que o número chegue a 80 mil.

Presidente da Gasmig, Pedro Magalhães informou que, com a ampliação, os bairros Luxemburgo (Centro-Sul), Coração Eucarístico (Noroeste), Cidade Nova (Nordeste) e Nova Suíça (Oeste) passarão a ser atendidos. Além disso, o atendimento será reforçado no Centro, principalmente na região entre o Mercado Central e a avenida Carandaí. As obras devem ter início este ano, mas as operações começarão em 2020.

PUBLICIDADE

Atualmente, o atendimento residencial responde a apenas 0,5% do fornecimento total da Gasmig. O fornecimento de Gás Natural Veicular (GNV) chega a 5%, sendo de 94,5% vai para a indústria e comércio, mas principalmente para o setor industrial. Do faturamento da empresa, cerca de 90% vem da indústria, com a Gasmig atendendo a grandes grupos como Vale, Gerdau, Vallourec e Alcoa.

A companhia também planeja a ampliação do fornecimento de Gás Natural Veicular. O objetivo é que a participação do GNV passe de 5% para 10% até o final do ano. Em 2020, esse percentual deve chegar a 20%. Para tal, a Gasmig vem fazendo campanhas direcionadas a taxistas, motoristas de aplicativos e frotistas. Além disso, a Fiat anunciou que fabricará, ainda neste ano, um veículo saindo de fábrica já podendo ser abastecido com gás: o Grand Siena poderá ser abastecido com gasolina, etanol, gasolina e etanol e gás. Há ainda incentivo para reforço de postos com venda de gás.

Magalhães informa que a companhia trabalha constantemente com a ampliação da rede, em projetos pontuais, em ramais pequenos, principalmente atendendo a demandas do setor industrial.

Entre as vantagens oferecidas pelo serviço da Gasmig está a queda no preço do gás. Segundo Pedro Magalhães, a redução gira em torno de 50%. Ele explica que isso ocorre porque a empresa consegue preços melhores pelo produto. Além disso, a canalização elimina a necessidade e os custos da logística de transporte para entrega dos botijões.

Monopólio – A proposta em estudo pelo governo federal, de quebrar o monopólio exercido pela Petrobras sobre produção, transporte e distribuição do gás, pode facilitar a expansão da rede de gás em Minas. Um dos objetivos anunciados pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, é reduzir o preço do gás pela metade.

“Temos que modelar a Gasmig para o mercado livre”, defende o presidente da Gasmig.

Segundo Pedro Magalhães, os preços praticados no Brasil mostram que há algo errado na atual política nacional para o setor. Ele compara que, na Europa, o valor é de US$ 7 por milhão de BTUs (unidade usada para medir o gás). Nos Estados Unidos, o valor é de US$ 3, mas, no Brasil, chega a US$ 12.
Magalhães também explica que estão previstas novas regras que facilitariam a expansão da rede para o Triângulo Mineiro. Ele informa que o ideal é que a região seja atendida a partir de expansão da rede de Ribeirão Preto (SP). Mas, pelas normas atuais, isso não é possível. Com a alteração, cidades como Uberlândia e Uberaba passariam a ser atendidas pela rede de distribuição de gás natural canalizado.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

CONTEÚDO RELACIONADO

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!