COTAÇÃO DE 24/09/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,3430

VENDA: R$5,3440

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,3800

VENDA: R$5,5030

EURO

COMPRA: R$6,2581

VENDA: R$6,2594

OURO NY

U$1.750,87

OURO BM&F (g)

R$301,00 (g)

BOVESPA

-0,69

POUPANÇA

0,3012%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Economia zCapa

Kalil avisa: se a irresponsabilidade continuar, vamos fechar a cidade novamente

COMPARTILHE

Coletiva de imprensa da PBH - Crédito: Daniel Vilela/Diário do Comércio
Coletiva de imprensa da PBH - Crédito: Daniel Vilela/Diário do Comércio

Nesta quarta-feira (25), 12h, em coletiva de imprensa organizada pela Prefeitura de Belo Horizonte (PBH), o prefeito Alexandre Kalil (PSD), acompanhado pelos integrantes do Comitê de Enfrentamento ao Covid-19, afirmou que não fechará a cidade agora, mas, “caso a irresponsabilidade e ignorância de alguns continue, seremos levados ao fechamento”.

Conforme o chefe do executivo, Belo Horizonte não está enfrentando uma segunda onda, mas, ainda, a primeira, a qual alguns poucos “baderneiros” não deixam que vá embora.

PUBLICIDADE

O prefeito justificou o posicionamento citando um estudo que indica que a maior há maior número de transmissibilidade durante festas particulares e aglomerações causadas por bares e restaurantes. Afirmou, ainda, que ampliou o orçamento para ajuda dos comerciantes para R$ 400 milhões, a serem usados até julho de 2021.

“Eu tenho amigos que deram uma festa para 20 pessoas e três saíram contaminadas”. Se nós precisarmos fechar a cidade, nós fecharemos. Nós não temos medo e não trocamos votos por vidas, disse o prefeito de Belo Horizonte.

Além disso, Alexandre Kalil (PSD) afirmou que não existirão mais notificações. “Não vai ter mais essa de notinha, multinha. Nós vamos fiscalizar agora e lacrar o estabelecimento”.

Conforme o chefe do executivo, o critério usado para definir o fechamento da cidade continuará o mesmo, via os indicadores de monitoramento de taxa de transmissibilidade, ocupação de leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTI) e leitos de enfermarias. A Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG) está em total acordo com as posturas adotadas pela PBH, confirmou o prefeito.

Indicadores de monitoramento da PBH sobre transmissibilidade e ocupação de leitos de UTI e enfermarias - Crédito: PBH
Indicadores de monitoramento da PBH sobre transmissibilidade e ocupação de leitos de UTI e enfermarias – Crédito: PBH

Por isso, Kalil frisou que os agentes de fiscalização ainda terão o poder de “polícia” (coercitivo), indicando a prisão de cidadãos, donos de estabelecimento, que resistirem ao cumprimento das regras de contingenciamento da pandemia do novo coronavírus.

Segundo o Comitê, agora, as multas para festas clandestinas chegarão a R$ 17 mil.

Dados atualizados do novo coronavírus em BH

No dia 06 de agosto, quando a PBH deu o primeiro passo das novas fases de reabertura do comércio, o prefeito Alexandre Kalil avisou que a flexibilização aconteceria em acordo com o respeito às regras instituídas. O que foi visto na cidade foram filas em frente aos shoppings e lojas.

À época,  os indicadores de monitoramento da PBH demonstravam tendência de queda e estabilidade. Atualmente, os “termômetros” apresentam crescimento gradativo, o que despertou o alerta do Comitê de Enfrentamento ao Covid-19.

A cidade teve uma primeira tentativa de reabertura em maio, mas, por causa do aumento dos indicadores, precisou ser fechada. Desse modo, novas etapas de flexibilização foram instituídos. Veja abaixo:

Imagem: Diário do Comércio
Imagem: Diário do Comércio

Veja abaixo os dados atualizados da Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) causada pelo novo coronavírus nos bairros de Belo Horizonte e a taxa de mortalidade.

 

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!