Maia explica que companhia mantém o calendário de lançamentos de antes da pandemia | Crédito: Marcus Desimoni / NITRO

A MRV vai investir mais de R$ 38 milhões em dois novos empreendimentos residenciais e em melhorias de infraestrutura dos municípios onde serão abrigados.

Um dos lançamentos será na cidade de Contagem e o outro em Santa Luzia, ambas na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH). As expectativas são de que as obras envolvam 300 pessoas.

De acordo com o gestor de vendas da empresa, Rodrigo Maia, a companhia está seguindo o seu calendário de antes da pandemia do novo coronavírus (Covid-19). Além de a construção civil não ter parado no Estado, por ser considerada atividade essencial, atualmente o cenário é promissor para o segmento.

Prova disso é que a empresa elevou um pouco mais as suas perspectivas de vendas para o primeiro mês de lançamento de pelo menos um de seus empreendimentos, o Bosque das Margaridas.

Segundo Maia, espera-se cerca de 15% de comercializações do empreendimento no período – a média gira em torno de 10%. O condomínio, localizado na avenida Diamante, no bairro Sapucaias, em Contagem, vai contar com 128 unidades, com preços a partir de R$ 150 mil e que se enquadram ao programa Minha Casa Minha Vida.

Vale lembrar que o município já conta com seis empreendimentos da MRV em construção.

Promissor – Para o gestor de vendas da construtora, o cenário atual tem se mostrado mais promissor para a venda de imóveis por uma série de motivos. Primeiramente, diz, as pessoas têm valorizado mais a casa própria, em um momento em que residência se transformou ainda mais em sinônimo de lugar seguro.

Depois, afirma ele, existe o fato de a própria empresa estar compensando certa insegurança dos consumidores com oportunidades diferenciadas. Exemplo disso é um parcelamento maior do sinal, em até 60 vezes, ao contrário das 48 vezes de costume, e mais flexibilidade na política de descontos.

“Desde o começo da pandemia, estamos usando táticas especiais de comercialização, com condições diferenciadas, o que tem dado efeito”, conta.

Além disso, destaca Maia, os juros mais baixos praticados no Brasil têm fomentado os empréstimos imobiliários.

“A resposta do mercado tem sido surpreendente. Estamos em um contexto de demanda crescente”, pontua ele.

A expectativa de vendas do outro empreendimento que será lançado pela construtora, o Serra dos Pinhais, na rua Princesa Isabel, no bairro Chácaras Del Rey, em Santa Luzia, é de 10% logo no primeiro mês. Porém, esse condomínio fechado é maior que o outro e terá 360 unidades, com preços a partir de R$ 145 mil.

Rodrigo Maia relata que a companhia vai realizar outros lançamentos em breve. Além disso, afirma, deve fechar o segundo trimestre deste ano de uma forma bastante positiva.