COTAÇÃO DE 26/07/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,1740

VENDA: R$5,1740

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,1630

VENDA: R$5,3400

EURO

COMPRA: R$6,1233

VENDA: R$6,1261

OURO NY

U$1.797,46

OURO BM&F (g)

R$299,92 (g)

BOVESPA

+0,76

POUPANÇA

0,2446%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Economia

Operações em MG têm aumento de 18% no primeiro semestre de 2019

COMPARTILHE

No primeiro semestre deste ano, o número de fusões e aquisições realizadas em Minas Gerais teve crescimento de 18% frente ao mesmo período do ano passado. Foram registradas, nos primeiros seis meses de 2019, 26 transações no Estado. No mesmo intervalo em 2018, foram 22. Minas Gerais representou 7% do total de negócios anunciados no País, que chegou a 390 transações no primeiro semestre deste ano. Os dados são do relatório “Fusões e Aquisições no Brasil”, divulgado pela PwC Brasil.

Em Minas Gerais, os investidores nacionais têm dominado o mercado, com 20 transações (77%) contra seis (23%) de empresas com origem estrangeira. Em relação aos segmentos de atuação, 29% dos negócios realizados foram de serviços públicos, 23% do setor financeiro, 18% de serviços auxiliares, 18% de varejo e 12% do alimentício.

PUBLICIDADE

Entre as transações realizadas em Minas Gerais no primeiro semestre de 2019 estão a compra de 49% da participação da Centrais Elétricas Brasileiras S.A. (Eletrobras), na transmissora Centroeste, pela Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig); a aquisição da Faculdade de Estudos Administrativos de Minas Gerais (Fead) pela Faculdade Arnaldo, no valor de R$ 7 milhões; e a Multiplan, administradora brasileira de shopping centers, realizou a compra minoritária de 20% da participação pertencente à Usiminas no BH Shopping pelo valor de R$ 360 milhões, passando a deter 100% do mall.

País – O crescimento registrado em Minas Gerais ficou abaixo do nível nacional. No País, no primeiro semestre deste ano, foram efetivadas 390 transações, o que representa um aumento de 26% em relação ao mesmo período de 2018 (310 negócios). O setor que teve o maior número de fusões e aquisições no semestre foi o de tecnologia da informação, com um total de 118 negócios anunciados, aumento de 76% no período.

De acordo com o sócio da PwC, Leonardo Dell’Oso, a expectativa é de que as operações de fusões e aquisições tenham crescimento de 30% no ano.

“As boas perspectivas são, principalmente, em função da aprovação de reformas estruturais no País, como a da Previdência. Essas aprovações criam uma situação favorável para investimentos, dando estabilidade para a economia e uma possibilidade de desenvolvimento de novos projetos na área”, declara. (Da Redação).

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

CONTEÚDO RELACIONADO

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!