COTAÇÃO DE 14/05/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,2710

VENDA: R$5,2710

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,2700

VENDA: R$5,4330

EURO

COMPRA: R$6,3961

VENDA: R$6,3990

OURO NY

U$1.843,90

OURO BM&F (g)

R$311,62 (g)

BOVESPA

+0,97

POUPANÇA

0,2019%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Economia zCapa

Patrimar atinge categoria A na CVM e já pode realizar o IPO

COMPARTILHE

Oferta de ações, segundo Patrimar, servirá para acelerar o processo de crescimento do grupo | Crédito: Amanda Perobelli/Reuters

Com o objetivo de acelerar o ritmo de crescimento, o Grupo Patrimar, com sede em Belo Horizonte, obteve o registro de companhia aberta de categoria A, concedido pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM). O registro faz parte da estratégia da empresa para realizar o primeiro pedido de oferta pública de ações na Bovespa, o IPO.

A estimativa, que depende do desempenho do mercado, é de que o primeiro IPO aconteça em 2021. O Grupo Patrimar, em agosto, chegou a entrar com o pedido de oferta pública de ações, porém, devido ao atual cenário de incertezas, decidiu cancelar e esperar um momento mais favorável do mercado.

PUBLICIDADE

Com a demanda aquecida, juros baixos e imagem positiva no mercado, os negócios do Grupo Patrimar estão em crescimento. No terceiro trimestre de 2020, a empresa movimentou em vendas R$ 243 milhões, valor 260% superior às vendas do segundo trimestre do ano. Somente de julho a setembro, foram vendidas 389 unidades habitacionais, somando 651 unidades no acumulado do ano até setembro.

O terceiro trimestre de 2020 foi marcado pela retomada dos lançamentos, que foram suspensos devido à pandemia de Covid-19. Um dos destaques foi o High Line Square, empreendimento que teve 95% das unidades vendidas. O segmento de alta renda continua sendo o mais representativo nas vendas da companhia, com 76,6% de participação em 2020. Ainda neste ano, está previsto o lançamento de mais dois empreendimentos.

No acumulado do ano até setembro, com o aumento das vendas, houve crescimento de 94,9% na receita líquida, quando comparado com os primeiros nove meses do ano passado. O lucro líquido cresceu 259,5%, saindo de R$ 17,7 milhões para R$ 63,5 milhões na mesma base de comparação.

O diretor de Relação com Investidores do Grupo Patrimar, Felipe Enck Gonçalves, explica que obter o registro de companhia aberta perante a CVM é necessário para ofertar títulos de valores imobiliários. Inicialmente, em agosto, a empresa fez solicitação para a CVM dos dois processos, o de registro de companhia aberta e o pedido de oferta pública de ações.

Grupo pronto – “Como o mercado ficou muito volátil, e isso permanece até hoje, decidimos suspender o pedido de oferta de ações. Fatores como as eleições nos Estados Unidos, temores de uma possível segunda onda de Covid-19 e as instabilidades econômicas justificam a decisão. Seguimos com o registro, que, lá na frente, quando resolvermos fazer a oferta, será importante. O grupo está pronto para ofertar ações, estamos somente esperando um melhor momento do mercado”, explicou.

Ainda segundo Gonçalves, as avaliações de mercado mostram que existe uma grande demanda por imóveis do segmento de atuação do grupo, porém a precificação ainda não está adequada para os acionistas.

“Estamos esperando uma recuperação do mercado, o que vem acontecendo nas últimas semanas, mas ainda é preciso avançar mais. Não acho que vamos ofertar ações ainda este ano, acredito que poderá ocorrer em 2021. A vantagem de ter o registro é que, se o mercado reagir de uma forma muito rápida, a gente consegue fazer o IPO a qualquer momento”.

Em relação aos valores a serem captados, os mesmos serão definidos conforme o avanço do mercado e da necessidade de capital da empresa para o tamanho do crescimento que está projetado.

“A oferta de ações viria para acelerar o processo de crescimento do grupo. O mercado tem se mostrado muito pujante, principalmente, na Capital e na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), onde temos forte atuação em Nova Lima. É um mercado que está absorvendo muito rápido, com taxas de juros favoráveis. Existe um déficit habitacional que mantém o segmento bastante atrativo. Como atuamos em um mercado onde temos baixa competição, temos uma imagem favorável e as empresas do grupo atendem a alta renda, média renda e baixa renda,  isso nos dá uma flexibilidade e tem sido bem visto pelos investidores”, destacou.

Para 2021, o planejamento feito pelo grupo prevê um crescimento significativo dos negócios. Para lançamentos, a empresa apresentou um landbank (banco de terrenos) de R$ 7,6 bilhões em 30 de setembro de 2020, sendo mais de R$ 800 milhões já aprovados.

“Ano que vem, teremos um volume grande de lançamentos, de mercado que conhecemos bem e temos conforto com a marca. O que faríamos com um IPO seria acelerar ainda mais esse crescimento e a recomposição do banco de terrenos à medida que formos lançando”, disse Gonçalves.

Ibovespa se aproxima dos 108 mil pontos e renova níveis pré-pandemia

São Paulo – O Ibovespa fechou em alta ontem, renovando níveis pré-pandemia e se aproximando dos 108 mil pontos no melhor momento, em meio a fluxo positivo de estrangeiros e repercussão benigna da temporada de balanços do terceiro trimestre.

Índice de referência do mercado acionário brasileiro, o Ibovespa subiu 0,77%, a 107.248,63 pontos, maior patamar de fechamento desde o início de março, algumas semanas antes das decretações de quarentena no País. Na máxima do dia, chegou a 107.810,31 pontos.

Apesar da recuperação em relação às mínimas do ano, quando se aproximou dos 60 mil pontos, o Ibovespa ainda está distante da máxima histórica intradia, de quase 120 mil pontos, que rondou em janeiro. O volume financeiro na sessão somou R$ 33,7 bilhões.

Na visão do superintendente da mesa de operações da Necton, Marco Tulli, a bolsa reflete entradas veementes de estrangeiros desde o fim de outubro e começo de novembro, com os resultados acima do esperado de muitas companhias.

“E de pano de fundo ainda há percepções de que uma segunda onda de coronavírus tende a ser mais branda no Brasil em razão da época do ano, de temperaturas mais elevadas, bem como os protocolos médicos estão mais conhecidos”, acrescentou.

Segundo a B3, o saldo de capital externo no segmento Bovespa no mês até o dia 13 está positivo em R$ 17,8 bilhões. Em 2020, apenas junho (R$ 1,9 bilhão), agosto (R$ 1,5 bilhão) e outubro (R$ 2,9 bilhões) ficaram no azul.

Investidores estrangeiros, segundo o analista Régis Chinchila, da Terra Investimentos, estão entrando na bolsa brasileira em busca de diversificação em emergentes, mesmo com cenário internacional mais pressionado e o aumento de infecções por coronavírus.

Muitos agentes financeiros também têm destacado uma rotação de setores em carteiras de investimentos na bolsa, alinhada a outros mercados emergentes, bem como um ambiente de notícias promissoras sobre uma vacina contra a Covid-19.

A safra de resultados de empresas do Ibovespa, que terminou ontem, endossou o otimismo. O BTG Pactual afirmou que dados consolidados de receita, Ebitda e lucro superaram as previsões do banco (excluídas Petrobras e Vale). (Reuters)

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

CONTEÚDO RELACIONADO

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!