COTAÇÃO DE 23 A 25/10/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,6270

VENDA: R$5,6270

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,6730

VENDA: R$5,8030

EURO

COMPRA: R$5,6730

VENDA: R$5,6750

OURO NY

U$1.792,47

OURO BM&F (g)

R$327,87 (g)

BOVESPA

-1,34

POUPANÇA

0,3575%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Economia

Vendas de cotas avançam 38,5% em Minas Gerais, aponta a Abac

COMPARTILHE

Crédito: Pixabay

As vendas de cotas de consórcio em Minas Gerais cresceram 38,5% no primeiro semestre, frente ao mesmo período do ano passado. Os números são da Associação Brasileira de Administradora de Consórcios para o Sudeste (Abac). Mesmo com a crise sanitária, o setor registrou crescimento de 23,2% no número de contemplados em relação a 2020 e alta de 12,3% no total de participantes ativos na mesma base de comparação.

A expectativa é de que o setor feche 2021 com alta de 15% em vendas de novos consórcios. “A população está vendo que o consórcio é uma boa maneira de poupar dinheiro e ter uma rentabilidade significativa, além de, no fim, poder ter o bem desejado”, destaca o presidente da Abac Regional Sudeste, Vitor Cesar Bonvino.

PUBLICIDADE

Bonvino destaca que o setor de consórcio tem alcançado bons resultados. “De modo geral, estamos colhendo bons resultados. No início da pandemia, entre março e abril de 2020, sentimos uma pequena queda, mas logo em maio e junho do ano passado já recuperamos. As pessoas começaram a ficar mais preocupadas em investir os recursos em bens ou serviços, com uma expectativa de alcançar a aquisição em longo prazo”, explica.

Entre os segmentos mais procurados estão imóveis, automóveis e motocicletas. Segundo Bonvino, as motocicletas foram as que mais despontaram nos consórcios. A Abac não tem números específicos a respeito do número de consorciados, mas garante que durante o período da crise sanitária, foi o produto mais procurado. “A moto ganhou destaque porque virou objeto de trabalho de muitas pessoas durante o período crítico da pandemia da Covid-19. É claro que o consórcio não entrega o bem na hora, existem regras, há o lance ou sorteio do contemplado, mas tivemos um aumento substancial”, pontua.

Já os imóveis, de acordo com Bonvino, passaram a ser mais demandados para servir como reserva futura. “Os consorciados procuraram investir em imóveis como segurança. Alguns para adquirir, de fato, o bem, mas a maioria para utilizar o dinheiro ao fim do consórcio como um fundo de previdência”, complementa.

Tendência é de crescimento

O presidente da Regional Sudeste detalha que com a alta na taxa de juros, a tendência é de que a procura pelos consórcios cresça. “O consórcio não é financiamento. Ele, na verdade, faz com que o cliente faça um investimento em um bem ou um serviço que deseja. Quando o associado é contemplado e realiza a compra, ele realiza isso a vista, ou seja, pode buscar pelo desconto e não tem esse impacto de juros altos ou inflação”, pontua.  

Em Nanuque, no Vale do Mucuri, a gerente administrativa Nilmara Lima comemora as vendas de consórcios. Na região, os mais procurados são automóveis, motocicletas e serviços. “No início da pandemia, em março do ano passado, tivemos uma pequena queda, mas logo depois, com o impulso das entregas de delivery e também a procura por trocas de carros, voltamos a ter muitas vendas de consórcios”, conta.

Mas não são apenas imóveis, automóveis ou motocicletas que existem em consórcios. Nilmara explica que existe uma infinidade de serviços. “Tudo que é prestação de serviço você também encontra no consórcio, seja uma reforma em casa até uma cirurgia plástica. O importante é a pessoa se programar, escolher um bem e parcelas que cabe no bolso, porque uma vez iniciado, é importante que não pare”, detalha.

Para aqueles que porventura não conseguirem continuar pagando, sair do consórcio é permitido. Porém, o dinheiro já investido será devolvido após todos os consorciados terem sido contemplados. 

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!