COTAÇÃO DE 24/09/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,3430

VENDA: R$5,3440

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,3800

VENDA: R$5,5030

EURO

COMPRA: R$6,2581

VENDA: R$6,2594

OURO NY

U$1.750,87

OURO BM&F (g)

R$301,00 (g)

BOVESPA

-0,69

POUPANÇA

0,3012%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Finanças

IDP recua e tem menor nível mensal em 5 anos

COMPARTILHE

As transações correntes do País foram superavitárias em US$ 2,791 bilhões no último mês, abaixo do esperado pelo mercado | Crédito: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Brasília – O ingresso líquido de investimentos diretos no Brasil (IDP) despencou a US$ 174 milhões em junho, nível mensal mais baixo em cinco anos, sob o impacto de uma redução dos empréstimos feitos pelas matrizes das empresas estrangeiras a suas subsidiárias no País, mostraram dados divulgados ontem pelo Banco Central (BC).

Já os investimentos em renda fixa, ações e fundos de investimentos registram novo mês de fluxos fortes, de US$ 5,1 bilhões, confirmando a recuperação dos ingressos para portfólio após o baque sofrido no ano passado em meio à crise da pandemia.

PUBLICIDADE

O dado mensal do IDP foi o mais baixo desde julho de 2016 (-US$ 103 milhões) e contrasta com um fluxo positivo de investimentos diretos de US$ 5,164 bilhões em junho de 2020. Mas o número parcial deste mês já aponta uma recuperação dos ingressos, e a entrada de investimentos diretos no primeiro quadrimestre foi revisada para cima.

Segundo o BC, em junho o dado sofreu o efeito de uma saída de US$ 2,3 bilhões em operações intercompanhia, refletindo uma queda dos desembolsos de operações de crédito intercompanhia. A conta de lucros reinvestidos no País também foi negativa, com as empresas optando por remeter a suas sedes um volume de recursos superior ao lucro auferido no mês.

O chefe do Departamento de Estatísticas do BC, Fernando Rocha, disse que os resultados foram “normais”, indicando não ver uma reversão da tendência de crescimento do IDP esperada para o ano.

No acumulado do semestre, o ingresso de IDP supera o registrado no mesmo período de 2020, somando US$ 25,691 bilhões, ante US$ 23,724 bilhões no ano passado. Para julho, o BC estima IDP de US$ 4,7 bilhões, com base em dados preliminares.

Já os investimentos em portfólio acumulam ingressos de US$ 44,6 bilhões em 12 meses. Em junho de 2020, essa conta, tradicionalmente muito mais volátil do que o IDP, registrou saída de US$ 47,6 bilhões em 12 meses.

Transações correntes As transações correntes do País foram superavitárias em US$ 2,791 bilhões em junho, abaixo dos US$ 3,5 bilhões esperados por analistas segundo pesquisa da Reuters.

Em 12 meses, o País ainda acumula déficit de 1,27% do PIB em suas trocas com o exterior.

Os dados das contas externas do primeiro quadrimestre deste ano e do ano de 2020 foram revisados pelo BC levando em conta informações prestadas pelas empresas em pesquisa anual sobre capitais brasileiros no exterior.

A revisão ordinária elevou em US$ 3,6 bilhões o déficit em transações correntes apurado de janeiro a abril, enquanto o IDP sofreu acréscimo de US$ 3 bilhões.

Já o fluxo de IDP de todo o ano de 2020 aumentou em US$ 10,5 bilhões, para US$ 44,7 bilhões, enquanto o déficit em transações correntes foi elevado em US$ 1,8 bilhão, para US$ 24,1 bilhões. (Reuters)

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!