São Paulo – A XP Inc, controladora da XP Investimentos entre outras empresas, anunciou ontem a oferta inicial (IPO) de 72.510.641 ações nos Estados Unidos, com faixa estimada de preço entre US$ 22 e US$ 25, conforme prospecto preliminar da operação.

A oferta deve ser precificada no próximo dia 10. A operação prevê 42.553.192 ações ordinárias classe A, que estão sendo vendidas pela companhia, e 29.957.449 papéis de alguns acionistas, entre eles XP Controle, General Atlantic e Dynamo. O Itaú Unibanco não venderá ações no IPO.

Os acionistas vendedores pretendem conceder aos subscritores a opção de comprar até 10.876.596 ações ordinárias Classe A adicionais, conforme documento F-1 enviado à Securities Exchange Comission (SEC) nos Estados Unidos.

Se todas as ações forem vendidas no preço máximo da faixa indicativa, a operação pode movimentar US$ 2,08 bilhões. No preço máximo, de US$ 25, a oferta avalia a XP Inc em US$ 13,8 bilhões.

A ação Classe A dará direito a um voto por ação, enquanto a ação Classe B, que não estará à venda no IPO, dará direito a dez votos por ação.

A empresa pretende ter suas ações Classe A listadas na Nasdaq Global Select Market sob o código “XP”. Goldman Sachs, JPMorgan, Morgan Stanley, XP Investments e Itaú BBA são os coordenadores globais da oferta. Também fazem parte do sindicato BofA Securities, Citigroup, Credit Suisse e UBS.

Entidades aconselhadas pela Durable Capital Partners LP indicaram interesse em comprar até 7.251.064 das ações ON classe na oferta ao preço do IPO, de acordo com o formulário 1.

A XP informa ainda que pode usar recursos para financiar possíveis oportunidades de aquisição futura, embora tenha observado que não há nenhum plano nesse sentido atualmente. (Reuters)