A 18ª edição do Prêmio Ser Humano é histórica, já que o número de trabalhos inscritos este ano bateu recorde - Crédito: Filipe Rhodes

A noite do último dia 9 de dezembro foi o momento de homenagear empresas com atuação em Minas Gerais pelo compromisso com o desenvolvimento profissional e responsabilidade social. Pelo 18º ano consecutivo, a ABRH-MG realizou a cerimônia do Prêmio Ser Humano, desta vez no espaço de eventos do Sindicato da Indústria da Construção Pesada (Sicepot).

As equipes responsáveis pelas 25 iniciativas vencedoras subiram ao palco para receber o troféu Prêmio Ser Humano nas categorias Administração, Desenvolvimento e Sustentabilidade. Liderando a lista de campeões, a Vallourec recebeu cinco troféus e em seguida vem a Anglo American, a Pif Paf e a Telemont com dois troféus cada (veja abaixo lista completa de ganhadores). O mineiro Hermes Pardini também recebeu homenagem especial: durante a cerimônia foi anunciado que a empresa venceu o primeiro lugar do Prêmio Ser Humano Oswaldo Checcia, láurea nacional, concedida pela ABRH-Brasil.

Outro ponto alto da cerimônia foi a homenagem a lideranças que se destacaram frente aos setores de RH e empresarial. Receberam o Troféu Personalidade RH – Warney Araújo Silva, diretor de Pessoas da AeC. Já o Troféu Personalidade Empresarial foi para Gilnei Machado, CEO da Telemont.

Esta é uma edição histórica da premiação, já que o número de trabalhos inscritos bateu recorde. O resultado é fruto de um esforço conjunto da atual gestão da ABRH-MG, representada pela presidente Eliane Ramos; pelo presidente do Conselho Deliberativo, Carlos Alberto Hilário Andrade; pelas vice-presidentes Marise Drumond e Valéria Souza; e pelos coordenadores do Prêmio Ser Humano 2019 – Maria Cristina Iglesias e Paulo Henrique Soares.

Segundo a presidente da entidade, Eliane Ramos, a ABRH-MG vem inovando constantemente para contribuir de maneira cada vez mais eficaz para o desenvolvimento das pessoas e empresas. “Contribuímos para o desenvolvimento de um RH mais moderno, humanizado, focado na eficiência dos profissionais, mas sempre prezando pela saúde e bem-estar dos colaboradores. Essa é uma maneira de construirmos empresas mais sólidas, éticas e com resultados sustentáveis”, diz. O sucesso de público e crítica dos últimos eventos realizados pela ABRH-MG demonstra que a atual gestão está no caminho certo: estamos fechando o ano com quase 2 mil pessoas impactadas com um conteúdo valioso nos três principais eventos – o Fórum ABRH-MG, o Conexões Humanas e agora com o Prêmio Ser Humano.