COTAÇÃO DE 17/05/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,2660

VENDA: R$5,2660

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,2500

VENDA: R$5,4230

EURO

COMPRA: R$6,4106

VENDA: R$6,4134

OURO NY

U$1.866,89

OURO BM&F (g)

R$316,43 (g)

BOVESPA

+0,87

POUPANÇA

0,2019%%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Gestão

Empresas familiares preveem crescimento para 2021 e 2022

COMPARTILHE

Mendonça: as empresas familiares responderam rapidamente aos desafios postos pela Covid-19 | Crédito; Piti Reali

As metas de crescimento das empresas familiares no Brasil são ambiciosas para 2021 e 2022. O estudo Family Business Survey 2021, da PwC, aponta que 78% das empresas nacionais esperam ver crescimento já neste ano, perspectiva maior que os 65% dos entrevistados no mundo. Outros 85% dos participantes sinalizaram que o crescimento é esperado para o próximo ano, índice semelhante aos 86% registrados nas respostas globais.

A perspectiva positiva se deve ao forte desempenho no último ano financeiro (antes da Covid-19), no qual 63% experimentaram crescimento e apenas 13% registraram redução nas vendas. Os números brasileiros são mais otimistas do que em outros países (globalmente, 55% das empresas familiares cresceram, enquanto 19% encolheram).

PUBLICIDADE

O relatório também destaca que as principais prioridades das empresas familiares brasileiras nos próximos dois anos são a expansão para novos mercados e segmentos de clientes, o aumento do uso de novas tecnologias e a digitalização, o aprimoramento das capacidades digitais e a introdução de novos produtos e serviços.

“As empresas familiares responderam rapidamente aos desafios postos pela Covid-19. Em março de 2020, havia muita incerteza sobre como responder ao novo cenário. As famílias foram buscar força e inspiração nos seus valores e propósito. Isso fez toda a diferença na velocidade e coerência da resposta à crise”, diz o líder de Empresas Familiares da PwC Brasil, Carlos Mendonça.

A pesquisa, feita com 2.801 participantes de 87 países (com 282 entrevistas realizadas no Brasil), traz ainda as percepções sobre o futuro das companhias, relação entre as gerações, impactos de ações sociais e digitalização do negócio. As questões relacionadas à sustentabilidade estão mais abaixo na ordem de prioridade das empresas familiares brasileiras quando comparadas com as respostas globais.

Entre os dados apresentados, destacam-se os níveis de confiança, transparência e comunicação, considerados bastante elevados entre as empresas familiares brasileiras. Cerca de 51% afirmam que há alinhamento da família na direção da empresa.

Além disso, assim como entendem a importância da tecnologia, há evidências claras entre as empresas familiares brasileiras de que ter os valores da família na forma escrita se correlaciona fortemente com o sucesso e outros atributos positivos (incluindo boa comunicação, alinhamento familiar e transparência).

Nesse sentido, 24% dos respondentes brasileiros afirmam ter um plano de sucessão em vigor robusto, documentado e comunicado. Entre as entrevistas internacionais, esse número é de 30%.

De acordo com a pesquisa, quase metade das empresas familiares brasileiras sente que tem a responsabilidade de combater as mudanças climáticas e suas consequências. No entanto, apenas 44% garantem que a sustentabilidade está no centro de tudo o que fazem, ante 49% globalmente. Em relação ao Brasil, apenas 39% dos entrevistados têm uma estratégia de sustentabilidade desenvolvida e comunicada, acima dos 37% apontados globalmente.

Crescimento – A pesquisa sugere que as empresas familiares resistiram à pandemia relativamente bem. Menos da metade dos participantes no mundo (46%) espera que as vendas caiam mesmo com a pandemia, e os entrevistados se declaram otimistas em relação à capacidade de seus negócios de resistir e continuar a crescer em 2021 e 2022.

No Brasil, o estudo da PwC indica que 23% dos respondentes estão se concentrando em proteger seu negócio principal, garantindo que sobreviva a essa fase. Em um prazo mais longo, 80% das empresas familiares brasileiras querem proteger o negócio como o bem mais importante da família, semelhante às respostas dos respondentes dos outros territórios.

Sustentabilidade – Em um ano em que as empresas tiveram que transformar a forma como atendem às necessidades da sociedade e do meio ambiente, as empresas familiares correm o risco de ficar para trás. Enquanto mais da metade (55%) dos entrevistados viram o potencial de seus negócios para liderar em sustentabilidade, apenas 37% têm uma estratégia definida em vigor.

As empresas europeias e americanas estão atrás de suas contrapartes asiáticas em seu compromisso de priorizar a sustentabilidade em suas estratégias. Cerca de 79% dos entrevistados na China continental e 78% no Japão relataram colocar a sustentabilidade no centro de tudo o que fazem. Nos EUA, 23%, e, no Reino Unido, 39%. Negócios maiores e pertencentes a gerações posteriores também resistem à tendência, com mais foco na sustentabilidade.

No caso do Brasil, por exemplo, em uma lista de prioridades para os próximos dois anos, 21% dos entrevistados afirmam que pretendem aumentar a responsabilidade da companhia e 7% disseram ter a intenção de aumentar investimentos e atividades de forma a apoiar a comunidade local. Apenas 6% dos entrevistados afirmaram ter planos para reduzir as emissões de carbono nos próximos 24 meses.

Os resultados completos da pesquisa Family Business Survey 2021 – Brasil podem ser acessados pelo site. A ferramenta, disponível no site, permite a seleção de dados por regiões e países, além da comparação com os resultados globais.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

CONTEÚDO RELACIONADO

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!