Livro de Resultados do programa Dia de Cooperar foi lançado durante o evento - Crédito: Genilton Elias

O Prêmio Bom Exemplo tem o objetivo de destacar ações sociais que contribuem para a melhoria da qualidade de vida em Minas, buscando valorizar pessoas e estimular iniciativas que trabalham para mudar a realidade em suas comunidades, contribuam com o desenvolvimento sustentável da sociedade e para a construção de uma sociedade mais solidária e cidadã.

Criado em 2010, o Prêmio é fruto de uma parceria entre a Fundação Dom Cabral (FDC), Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg) e dois veículos de comunicação. O Sistema Ocemg passa a fazer parte desta iniciativa. O termo de parceria foi assinado pelos representantes do Sistema Ocemg, Globo Minas e Fundação Dom Cabral (FDC) durante a 13ª edição do Seminário de Responsabilidade Social das Cooperativas Mineiras, realizada no último dia 3 de dezembro, no Centro de Inovação da Unimed-BH, reunindo cerca de 300 participantes.

O presidente do Sistema Ocemg, Ronaldo Scucato, destacou que se trata de mais uma vitória para a organização fazer parte dessa iniciativa, que já está na sua décima edição e, anualmente, premia personagens tão importantes do voluntariado mineiro.

O Seminário de Responsabilidade Social apresentou palestras, resultados do Dia de Cooperar (Dia C) 2019 – maior movimento cooperativista de voluntariado do País, além de experiências sociais transformadoras. Minas Gerais registrou 278 cooperativas participantes que realizaram 180 projetos em 299 municípios. Ao todo, 42.190 voluntários foram mobilizados e 1,5 milhão de pessoas beneficiadas.

Na ocasião, as cooperativas participantes do Dia de Cooperar receberam homenagem do Sistema Ocemg e o Livro de Resultados do programa lançado durante o evento. A publicação reúne fotos e descrição de todos os projetos realizados durante a campanha de 2019.

O seminário contou com uma programação diversificada e a participação de palestrantes como Ricardo Siqueira, diretor de Sustentabilidade e Projetos Sociais da Fundação Dom Cabral; Maria Flávia Bastos, professora, escritora, palestrante, mestre em Gestão Social, Educação e Desenvolvimento local e coordenadora de diversos projetos de educação empreendedora; e Sebastião Ribeiro Zumbi, líder comunitário e fundador da Associação de Educação Ambiental “Cubatão de Bem com o Mangue” e do primeiro Museu da Água do Brasil. O exemplo do Sicoob Credimonte, primeira cooperativa de crédito a abrir um posto de atendimento em uma comunidade, também foi apresentado.

Estiveram em debate os temas “Oportunidades para o Posicionamento do Cooperativismo Mineiro como Agente de Transformação – Pacto Global e os ODS”; “Empreendedorismo Cooperativo – Repensar, Resgatar, Renovar” e “Biografia, Tomada de Consciência, Experiências e Ações Práticas para Transformação Social”. (Da Redação)