COTAÇÃO DE 21-06-2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,0220

VENDA: R$5,0230

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,0200

VENDA: R$5,1830

EURO

COMPRA: R$5,9972

VENDA: R$5,9999

OURO NY

U$1.783,34

OURO BM&F (g)

R$288,80 (g)

BOVESPA

+0,67

POUPANÇA

0,2446%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Legislação
Só em setembro, os registros de MEI no Estado cresceram 38% frente igual mês do ano passado | CRÉDITO: ALISSON J. SILVA/Arquivo DC

Minas Gerais já reúne 1.232.139 microempreendedores individuais (MEIs), cerca de 11% do total de formalizados em todo o País. Entre janeiro e setembro de 2020, foram registrados 158.973 MEIs no Estado, um aumento de 14,9% em relação ao mesmo período do ano passado.

“O MEI já representa 61% dos pequenos negócios em Minas Gerais e tem sido uma alternativa para quem perdeu o emprego ou precisou adequar o porte do negócio por conta dos impactos da pandemia”, explica o superintendente do Sebrae Minas, Afonso Maria Rocha.

PUBLICIDADE

Em setembro, foram 21.671 novos registros de MEI em Minas Gerais, 38% a mais que no mesmo mês do ano passado. “É um saldo recorde de formalizações este ano”, completa Rocha.

Entre as atividades com o maior número de formalizados em setembro está a de comércio varejista de artigos do vestuário e acessórios, com um saldo total de 88.287 registros, cerca de 14% a mais que em setembro de 2019. Entre janeiro e setembro, houve 8.369 formalizações nessa atividade, um aumento de 10% em relação ao mesmo período do ano passado.

“Por conta do fechamento das lojas físicas, vários empreendedores optaram pelo reenquadramento como MEI, para reduzir despesas com o pagamento de aluguel do ponto comercial e com tributos, já que o faturamento também despencou no período”, avalia Rocha.

Outra atividade que se encaixa nessa situação é a de bares e outros estabelecimentos especializados em servir bebidas, sem e com entretenimento. A atividade totalizou 29.610 registros em setembro, um aumento de 10% em relação ao mesmo mês do ano passado. “Esse crescimento pode ser explicado pela migração de empresas de micro e pequeno porte (MPE) para MEI, já que houve restrições para o funcionamento desse tipo de estabelecimento, que não se enquadra entre as atividades essenciais”, completa o superintendente.

Marketing para microempreendedor – Segundo pesquisa do Sebrae, entre os 10% dos pequenos negócios de Minas Gerais que conseguiram aumentar as vendas em agosto, 33% atribuíram os bons resultados às estratégias de vendas on-line. Outros 34% dos empreendedores ouvidos na pesquisa ainda não vendem pela internet ou não sabem como aplicar o marketing digital aos negócios.

Para apoiar os microempreendedores individuais (MEIs) sobre como melhorar as estratégias de marketing e vender mais, o Sebrae Minas realiza, até o dia 23 de outubro, a 3ª temporada do Sebrae Responde, com o tema: Mercado e Vendas. A programação é 100% on-line e gratuita. Informações e inscrição: www.sebrae.com.br/minasgerais e 0800 570 0800. (Com informações do Sebrae Minas)

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

CONTEÚDO RELACIONADO

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!