COTAÇÃO DE 24/02/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,4417

VENDA: R$5,4422

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,4300

VENDA: R$5,6030

EURO

COMPRA: R$6,6247

VENDA: R$6,6260

OURO NY

U$1.804,75

OURO BM&F (g)

R$316,39 (g)

BOVESPA

+2,27

POUPANÇA

0,1159%%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Legislação livre

INSS deve receber reforço de servidores aposentados por MP

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Mourão disse que o decreto que autoriza o trabalho no INSS dos militares é “genérico” - Crédito: José Cruz / Agência Brasil

Brasília – O presidente da República em exercício, Hamilton Mourão, afirmou na sexta-feira (24) que o governo deve editar uma medida provisória (MP) para que servidores aposentados possam também trabalhar nas agências do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

A MP será mais uma medida do governo para criar uma força-tarefa contra a fila do INSS, numa tentativa de reduzir o estoque de requerimentos em atraso. Na última quinta-feira (23), Mourão assinou um decreto que autoriza militares a atuarem nessa força-tarefa.

PUBLICIDADE

Atualmente, há cerca de 1,3 milhão de pedidos de aposentadorias e benefícios que não foram respondidos dentro do prazo legal – 45 dias.

A ideia de chamar somente militares para a força-tarefa, no entanto, enfrenta resistência no Tribunal de Contas da União (TCU). O Ministério Público junto à corte apresentou um pedido contra essa medida. O relator do caso, ministro Bruno Dantas, quer que haja concorrência com civis para as vagas no INSS.

Mourão disse na sexta-feira que a questão com o TCU estava pacificada, justamente pela decisão de abrir o chamamento também para civis. “A questão com o TCU, que está na mão do ministro Bruno Dantas, está pacificada. Uma vez que existe a ideia que sejam convocados os funcionários do INSS que estão aposentados, isso só pode ser por MP ou por projeto de lei. É diferente do caso dos militares, que é expedito”, declarou.

O presidente em exercício afirmou que o decreto dos militares é “genérico” e que os interessados podem ser chamados a desempenhar diferentes funções, entre elas atuar no INSS.

Ele afirmou, no entanto, que ainda não sabe quando a MP que trata dos civis será editada ou o projeto de lei, enviado. “Isso eu não sei. O ideal que seja uma MP, que o Congresso vote rapidamente. O Congresso está em recesso”, disse. “MP depende do presidente, tem que esperar o presidente voltar (da viagem à Índia)”.

Na semana passada, o governo apresentou uma série de medidas para tentar reduzir o atraso na análise de pedidos de aposentadorias e benefícios, como auxílio-doença e o BPC (benefício assistencial pago a idosos carentes e deficientes).

Segundo Rogério Marinho, secretário especial de Previdência, dentro da força-tarefa cerca de 7.000 militares na reserva poderão ser contratados temporariamente para atendimento nas agências do INSS.

Com a medida, técnicos do instituto poderão ser realocados para a análise dos pedidos na fila.

Militares na reserva receberiam, em troca, um valor extra de 30% sobre a remuneração para ajudar na redução da fila de pedidos de aposentadorias. Os integrantes das Forças Armadas que voluntariamente entrarem no programa serão treinados para o serviço nas agências. (Folhapress)

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

VEJA TAMBÉM

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!

FIQUE POR DENTRO DE TUDO !

Não saia antes de se cadastrar e receber nosso conteúdo por e-mail diariamente