Crédito: TeroVesalainen/Pixabay

Pesquisa realizada pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban) mostra que o número de pessoas que usam aplicativo no celular para realizar operações bancárias ultrapassou a quantidade daqueles que recorrem ao internet banking.

De acordo com o levantamento, de 2017 para 2018 houve uma queda de 7% de contas que usaram o acesso ao banco via navegador instalado no computador. Foi a primeira vez que o número de acessos ao sistema caiu no País. Já o número de contas que acessaram serviços via celular somaram 70 milhões em 2018, um crescimento de 23%.

“A facilidade em poder resolver questões financeiras apenas usando o celular e a economia de tempo, são pontos cruciais para esse crescimento”, avalia a superintendente da Unicred Central Multirregional, Ana Carolina Ramos.

Para ela, o uso da tecnologia também vai avançar nos demais serviços financeiros, como reconhecimento de assinaturas em cheques e validação de transações.

“A sofisticação do tipo de serviço acessado pelo celular está aumentando e o cliente cada vez mais busca por comodidade. A tendência é que a maioria das transações se convertam para o digital”, acredita.

Na Unicred, por exemplo, o cooperado conta com canais digitais que possuem layout clean e navegabilidade mais intuitiva, para facilitar a interação. Outro recurso disponibilizado pela instituição é o depósito de cheque online.

“A utilização dos nossos canais digitais passou de 49% nas transações para 60% no último ano. Isso não exclui a importância do atendimento diferenciado e personalizado das agências de nossas cooperativas, mas chega para somar esforços para uma melhor experiência”, afirma.