COTAÇÃO DE 19/04/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,5500

VENDA: R$5,5510

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,5400

VENDA: R$5,7130

EURO

COMPRA: R$6,7043

VENDA: R$6,7067

OURO NY

U$1.771,25

OURO BM&F (g)

R$317,44 (g)

BOVESPA

317,44

POUPANÇA

0,1590%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

livre Negócios Negócios-destaque

Startup mineira cria projeto para gerar energia para a Ambev

COMPARTILHE

Projeto de geração de energia usando as ETEIs foi implantado na planta da companhia em Sete Lagoas, na região Central - Crédito: Pedro Vilela / Agencia i7

A Cervejaria Ambev criou a Aceleradora 100+, um projeto global que busca startups com soluções inovadoras para os principais problemas socioambientais da atualidade. Entre as participantes da primeira edição, estava a Pequi Ambiental – uma startup que criou um projeto para gerar energia aproveitando o fluxo de água que sai das cervejarias da Ambev. Projeto já foi implementado em Sete Lagoas, gerando mais de 7,2 kWh/mês. A Pequi recebeu um investimento de quase R$ 1,2 milhão, com planos de expansão para os próximos anos.

A Pequi Ambiental é uma startup da Bios Consultoria, uma empresa de Belo Horizonte, que realiza projetos para a Cervejaria Ambev há anos. “Conheço bem como as cervejarias da Ambev funcionam e, como cresci em uma fazenda, estou sempre de olho em um tipo bem específico de oportunidade: geração de energia”, explica Paulo Prado Costa, sócio-fundador da Bios Consultoria e da Pequi Ambiental. “Quando pequeno, era muito comum ficarmos sem energia, já que nossa fazenda estava bem afastada da cidade. Então, a gente tinha que ser criativo: qualquer queda d’água era uma oportunidade para conseguir eletricidade. Agora, imagina se eu pudesse aproveitar o fluxo de água quando ele sai das cervejarias da Ambev?”.

PUBLICIDADE

O projeto da Pequi é simples e eficiente: todas as cervejarias da Ambev possuem Estações de Tratamento de Efluentes Industriais (ETEIs), que tratam a água usada na produção da cerveja e a devolve ao meio ambiente – muitas vezes, mais limpa do que quando ela entrou na fábrica. Na saída das ETEIs, a água é devolvida com grande fluxo e vazão, que a Pequi resolveu aproveitar e, para isso, construiu micro hidrelétricas nos locais. Simples assim! Foram dois projetos implementados até o momento: um em Sete Lagoas (MG), que gera 7,2 kWh/mês, e um em Lages (SC), que gera 1,4 kWh/mês. A energia abastece partes do processo de produção nas próprias cervejarias.

“O projeto gera energia de uma forma mais eficiente e a água continua chegando limpa aos rios, o que resulta apenas em benefícios para o meio ambiente. Com isso, eu pude exercitar meu lado criativo e pôr em prática um projeto inovador. Além disso, a principal lição que aprendi com a Aceleradora100+ foi para o meu negócio: estou há anos no mercado e confesso que já adotava práticas que poderiam ser aprimoradas. A parceria com a Cervejaria Ambev expandiu meus horizontes e meu deu novas ferramentas”, comenta Paulo Prado.

A Ambev estuda expandir os projetos com a Pequi Ambiental para outras cervejarias que tenham vazão e fluxo de água suficientes para abastecer as micro hidrelétricas. “Sabemos que sozinhos não vamos conseguir mudar o mundo e foi por isso que criamos a Aceleradora100+. Desde sua primeira edição, ela prova que é unindo forças que podemos causar cada vez mais impacto positivo no meio ambiente” afirma Rodrigo Figueiredo, vice-presidente de Sustentabilidade e Suprimentos da Cervejaria Ambev. “A parceria com a Pequi é um excelente exemplo disso: vimos o potencial de um parceiro que acompanha a Ambev há anos, conhece nosso negócio e, dessa forma, foi capaz de enxergar oportunidades para tornar nossa operação ainda mais sustentável”, conclui. (Da Redação)

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

CONTEÚDO RELACIONADO

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!