COTAÇÃO DE 26/10/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,6270

VENDA: R$5,6270

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,6730

VENDA: R$5,8030

EURO

COMPRA: R$6,6420

VENDA: R$6,6450

OURO NY

U$1.792,47

OURO BM&F (g)

R$327,87 (g)

BOVESPA

-1,34

POUPANÇA

0,3575%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Negócios

Belo-horizontina BuyPoint prevê dobrar base de clientes este ano

COMPARTILHE

Para usar o software, paga-se a partir de R$ 49 por mês, diz Toledo - Crédito: Divulgação

Depois de implantar com sucesso sua tecnologia de autoatendimento nos restaurantes do estádio Mineirão, a empresa belo-horizontina BuyPoint se prepara para dobrar o número de clientes que usam o software até o fim do ano. A ferramenta, que leva o mesmo nome da empresa, permite que os clientes de restaurantes, bares e boates façam seus pedidos e paguem por ele de forma autônoma, diminuindo as filas nos estabelecimentos.

O fundador da empresa, Christiano Passos Toledo, explica que o software foi desenvolvido para atender a demanda dos restaurantes do Mineirão, que enfrentavam problemas para atender a grande quantidade de clientes em dias de jogos ou shows com muitos espectadores. Por meio do sistema, que é instalado em pequenos totens, o cliente consegue pedir, pagar e imprimir um tíquete para pegar o pedido.

PUBLICIDADE

No estádio a tecnologia foi implantada em janeiro deste ano. O resultado foi tão positivo que o software foi aprovado também para os jogos da Copa América.

“Registramos uma média de 170 tíquetes vendidos por minuto, por meio do nosso sistema. Os empresários também relataram diminuição significativa nas filas”, garante Toledo. Ao todo, a empresa instalou 50 totens de autoatendimento nos estabelecimentos do Mineirão.

No último jogo entre o Brasil e Argentina, realizado no dia 2 de julho no Mineirão, foram vendidos 51.485 tickets nos bares e na esplanada do estádio. Em três horas de evento foram emitidos 245 tickets por minuto.

O empresário explica que os totens que levam o software da BuyPoint podem ser de qualquer tamanho, mas no Mineirão eles são pequenos, do tamanho de tablets ou iPads comuns.

De acordo com ele, o sistema é simples e muito intuitivo, de forma que o usuário consegue fazer seu pedido e pagar sem impedimentos. Para usar o software, os donos dos estabelecimentos pagam uma mensalidade, que custa a partir de R$ 49.

Toledo afirma que a tecnologia já está implantada em outros clientes em Belo Horizonte, como hamburguerias, espeterias e boates. Até o momento, são cerca de 60 totens de autoatendimento instalados nos clientes em Belo Horizonte. A expectativa do empresário é de que com a visibilidade do produto, principalmente agora na Copa América, a empresa chegue ao fim do ano com, pelo menos, o dobro de clientes.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!