Crédito: CHARLES SILVA DUARTE / ARQUIVO DC

O 5º Encontro Internacional de Cidades Felizes será um espaço de colaboração, inspiração e estímulo que permitirá o fortalecimento, de forma participativa, de modelos de cidades baseados na felicidade e no bem-estar das pessoas. Ele será realizado nos dias 4 e 5 de dezembro (quarta e quinta-feira), na sede do Sebrae Minas, em Belo Horizonte.

O evento vai permitir a participação, vinculação e associação entre diversos atores do espaço público, privado e civil, sustentando, assim, um esquema inovador para a criação e/ou execução de políticas públicas focadas na melhoria dos aspectos sociais, econômicos e ambientais dos municípios, estimulando práticas e políticas necessárias para se alcançar uma melhor qualidade de vida e um maior bem-estar, proporcionando um contexto de felicidade e desenvolvimento local com sustentabilidade.

A programação do 5º Encontro Internacional de Cidades Felizes busca tratar de assuntos relacionados às metas dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), visando alinhar as propostas da ONU aos benefícios da felicidade, debatendo para isso temas transversais ligados à ciência da felicidade.

A programação engloba a participação de nomes como Adriani Damázio, Alexandre Alves, Benedito Nunes, Carolina Bergoglio, Cláudio Bruzzi Boechat, Cone Aitken, Danielle Arlé, Danielli Gaiotti, Deborah Fialho, Duane Vilarino, Fabiana Pinho, Fernando Carvalhaes, Herman Betancourt, Janice Salomão, João Andrade, José Luiz de Carvalho, Ladislau Dowbor, Liliane Lana, Luiz Mella, Marcelo Costa, Marina Cunico, Maurílio Pedrosa, Michelle Queiróz, Mónica López, Raimundo Soares, Sidemberg Rodrigues, Sigmar Malvezzi, Tatiana Barra Schechtel e Tomáz de Aquino Resende. O currículo completo e os temas que serão abordados por cada um podem ser vistos no site oficial do evento (www.cidadesfelizes.com.br/).

DC marca presença – Na quarta-feira, dia 4, às 16h30, Adriana Muls, presidente do DIÁRIO DO COMÉRCIO, participará do painel “ODS 17 – Parceria para a implementação dos objetivos”, com a palestra “ODS e Felicidade construindo alianças para o desenvolvimento de Minas e do Brasil”, que também contará com Raimundo Soares (Instituto Orior), Rodrigo Neves (Instituto Áquila) e Rouzeny Zacarias (Sistema Ocemg). No dia 5, quinta-feira, às 10h30, Adriana Muls participará do painel “ODS 10 – Reduzir as desigualdades”, com o tema “Comunicação não violenta e jornalismo propositivo”, que também contará com Danielle Arlé (promotora de Justiça), Liliane Lana (Bridge Comunicação) e Fernando Carvalhaes (ArcelorMittal).

O responsável pela realização deste encontro é o Instituto Movimento pela Felicidade; instituição voltada para o estudo, sistematização e disseminação da Ciência da Felicidade, em uma correalização com o Sebrae Minas, o Instituto de Bem-Estar do Chile e a Prefeitura de Quillota, cidade de origem da discussão sobre o tema.

Um pouco de história – Segundo dados das Nações Unidas, o ano de 2015 apresentou uma oportunidade histórica e sem precedentes para reunir os países e a população global e decidir sobre os novos caminhos, melhorando a vida das pessoas em todos os lugares. Essas decisões determinaram o curso global de ação para acabar com a pobreza, promover a prosperidade e o bem-estar para todos, proteger o meio ambiente e enfrentar as mudanças climáticas.

Naquele ano, os países tiveram a oportunidade de adotar a nova agenda de desenvolvimento sustentável (Agenda 2030) e chegar a um acordo global sobre a mudança climática. As ações tomadas em 2015 resultaram nos novos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), que se baseiam nos oito Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM). Essa Agenda 2030, lançada em setembro de 2015 durante a Cúpula de Desenvolvimento Sustentável, foi discutida na Assembleia Geral da ONU, onde os Estados-membros e a sociedade civil negociaram suas contribuições. A agenda reflete os novos desafios de desenvolvimento e está ligada ao resultado da Rio+20 – a Conferência da ONU sobre Desenvolvimento Sustentável – que foi realizada em junho de 2012 no Rio de Janeiro, Brasil.

O Encontro Internacional de Cidades Felizes é realizado desde 2015 na cidade de Quillota, no Chile. Ele proporciona o encontro de prefeitos, gestores públicos e representantes de empresas públicas e privadas de diversos países, entre eles Argentina, Costa Rica, Colômbia, Chile, Equador e México para discutirem, durante três dias, práticas e metodologias que passam pela inclusão da felicidade do cidadão como um norte das políticas públicas, indo além dos conceitos de sustentabilidade e de cidades inteligentes. Em 2017, a cidade de Quillota comemorava também seus 300 anos. Devido a isso, o 3º Encontro Internacional assumiu uma posição de maior relevância, incorporando, então, tópicos vinculados ao desenvolvimento das cidades, assegurando mais uma vez a importância do bem-estar e da felicidade para as pessoas e as comunidades.

A quarta edição do Encontro Internacional de Cidades Felizes aconteceu nos dias 18 e 19 de outubro de 2018, em Quillota, quando foi realizada também a transferência oficial do município sede da quinta edição do evento para a cidade de Belo Horizonte, em Minas Gerais, Brasil.

Inscrições gratuitas – As inscrições são gratuitas através do portal Sympla, mediante códigos fornecidos previamente pelo Instituto Movimento pela Felicidade. Para obter o seu código de inscrição, envie e-mail para [email protected]. As vagas são limitadas. Há outras opções que incluem o translado de um dos hotéis parceiros aos locais de palestras e participação em um tour turístico. (Da Redação)