COTAÇÃO DE 14/05/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,2710

VENDA: R$5,2710

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,2700

VENDA: R$5,4330

EURO

COMPRA: R$6,3961

VENDA: R$6,3990

OURO NY

U$1.843,90

OURO BM&F (g)

R$311,62 (g)

BOVESPA

+0,97

POUPANÇA

0,2019%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Negócios

Certificação na área de publicidade é lançada no Estado com campanha

COMPARTILHE

Adriana Machado: campanha dá continuidade à tradição de um mercado atento às questões éticas | Crédito: Arthur Senra

O mercado mineiro de publicidade e comunicação foi o escolhido para o lançamento da campanha “Agência não é tudo igual”, encabeçada pelo Conselho Executivo das Normas-Padrão (Cenp). O objetivo da entidade é assegurar boas práticas comerciais entre anunciantes, agências de publicidade e veículos de comunicação.

De acordo com o presidente do Cenp, Caio Barsotti, a campanha foi lançada pelo Conselho, mas pertence a todo o mercado. “O objetivo é valorizar e diferenciar o que precisa ser valorizado e diferenciado. A agência que tem a certificação do Cenp tem muitos diferenciais, primando por um comportamento ético e profissional. Gostaria de convidar cada agência, anunciante, veículo para esse esforço para manter o mercado mineiro e o brasileiro dinâmico e importante como sempre foi”, afirmou Barsotti.

PUBLICIDADE

Para a presidente da Associação Brasileira de Agências de Publicidade de Minas Gerais (Abap-MG), Adriana Pinheiro Machado, o lançamento da campanha em Minas Gerais dá continuidade à tradição de um mercado atento às questões éticas.

“Estamos seguindo a tradição do Estado de propor e seguir as melhores práticas para o mercado, de ter a nossa atividade fundamentada na ética, governança e qualificação técnica. Para além da criatividade, estamos falando de agências que adotam as melhores práticas de governança, podendo ajudar as empresas. Atuando de forma competitiva, mas alinhadas com as melhores práticas de negócios”, destacou Adriana Machado.

A análise do presidente do Sindicato das Agências de Propaganda de Minas Gerais (Sinapro-MG), André Lacerda, caminhou no mesmo sentido, destacando a importância do interior do Estado. “Minas é um Estado muito grande e o interior tem uma atuação muito ativa. O certificado legitima o comportamento de agências sérias, com capacidade técnica e que podem oferecer o melhor tipo de serviço para os seus clientes. Temos uma união muito grande do mercado, todo mundo empenhado em valorizar isso que é tão importante para todos. Para que tenhamos um ambiente de negócios mais próspero. Estamos em um momento muito importante. Esse movimento que começa por Minas e vai se alastrar pelo Brasil”, pontuou Lacerda.

“É quase ridículo um anunciante não trabalhar com uma agência certificada. A pessoa não vai a um médico sem CRM (registro no Conselho Regional de Medicina), então não vamos fazer isso com a comunicação. Já estamos sofrendo muito. O tripé agência, anunciante e veículo é o que funciona”, destacou Carlos Rubens Doné, diretor do Cnep.

Marco Segundo o presidente da Federação Nacional das Agências de Propaganda (Fenapro), Daniel Queiroz, a campanha “Agência não é tudo igual” é um marco para o mercado brasileiro. E a certificação atua como um filtro quando o anunciante quer escolher uma agência.

“A Fenapro tem feito um trabalho incansável nesse sentido, fomentando a importância da agência certificada. A certificação é a prova de que aquela agência busca se adaptar a todas as modificações que o setor tem passado. Temos uma dinâmica de mudança constante e o que está por trás de tudo isso é uma exigência técnica severa. Comunicar é algo que parece fácil, mas as pessoas não entendem o que está por trás daquilo e que exige uma qualidade técnica enorme. Essa qualidade passa por um processo de regulamentação do negócio, compliance e a constante evolução dos profissionais e empresas”, avaliou Queiroz.

O presidente da Abap Nacional, Mário D’Andrea, destacou a relevância do Brasil no mercado mundial da publicidade e comunicação. “Essa campanha é mais um tijolo na construção de um mercado profissional e ético. Essa construção não é de hoje. O mercado brasileiro vem sendo trabalhado pelas entidades e grandes players no sentido de ser ético e profissional. São décadas de esforço. O mercado brasileiro de publicidade e comunicação é um dos mais invejados do mundo. Não se fala de publicidade no mundo sem falar do Brasil. Não estou falando só de criatividade, estou falando de discussões profundas”, completou D’Andrea.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

CONTEÚDO RELACIONADO

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!