COTAÇÃO DE 26/10/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,5720

VENDA: R$5,5730

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,5900

VENDA: R$5,7230

EURO

COMPRA: R$6,4654

VENDA: R$6,4683

OURO NY

U$1.793,01

OURO BM&F (g)

R$321,20 (g)

BOVESPA

-2,11

POUPANÇA

0,3575%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Negócios Negócios-destaque

Carste chega ao fim do ano com equipe reforçada

COMPARTILHE

Sediada em Belo Horizonte, a Carste é especializada em áreas cársticas e cavernas do Brasil | Crédito: DIVULGAÇÃO/Carste

Dois mil e vinte entra para a história, entre tantas dificuldades, também pela questão ambiental. Enquanto a natureza pedia socorro em várias partes do mundo, especialmente no Brasil com as queimadas na Amazônia e no Pantanal, técnicos e consultores ambientais se viam impedidos pela pandemia de ir a campo cumprir suas atividades.

No meio disso tudo, a Carste, empresa sediada em Belo Horizonte, especializada em áreas cársticas e cavernas do Brasil, com portfólio em consultoria ambiental, espeleologia, hidrogeologia e sismografia, apostou, mais uma vez, no rigor científico para não paralisar as atividades.

PUBLICIDADE

A empresa presta serviços para mineradoras e empresas que lidam com empreendimentos lineares, tais como rodovias e linhas de transmissão. Do planejamento estratégico, de acordo com a gestora da Carste, Larice Souza, feito no final do ano passado para 2020 praticamente tudo foi cumprido e a consultoria chega ao fim do ano com uma equipe maior do que começou.

“Alguns congressos e cursos fora do Brasil foram cancelados, mas a maioria dos projetos foi executada, como o lançamento de outra empresa do nosso grupo, voltada para as análises das mudanças climáticas. Alguma coisa pode ter atrasado, mas não fizemos nenhuma demissão por causa da crise, o que foi algo muito importante para a gente. E ainda aumentamos a equipe em 10%. Uma conquista enorme para este ano. No geral temos um resultado positivo. Praticamente conseguimos executar tudo em termos de crescimento, lançamento de novos serviços e estamos em execução de novidades ainda para este ano”, explica Larice Souza.

A maior preocupação, segundo ela, era como proteger a saúde dos profissionais, especialmente daqueles que vão a campo. Para garantir a saúde de todos era fundamental pensar em um pilar: a logística. O planejamento para enviar e manter equipes para trabalhar em diferentes cidades, muitas delas com pouca estrutura, passou a ser um desafio muito mais complexo do que era até então. A estratégia deu certo. Até agora foram apenas dois casos na equipe: um na turma do escritório e outro na turma de campo, ambos assintomáticos.

“Temos um modelo de estar sempre preparado. Cada vez que passamos por uma crise, pegamos isso como aprendizado para outras que possam vir. No início ficamos totalmente isolados. Em maio começaram a sair alguns protocolos de saúde e tivemos que nos adequar: como número de pessoas nos veículos, os quartos em hotel individuais, pedidos de refeição no hotel para a pessoa não sair, medição de temperatura. Todo mundo, por exemplo, preenche um formulário on-line diário antes de sair para o campo. Tivemos que fortalecer o nosso administrativo-logístico. Todo monitoramento para isolar quem apresentava algum sintoma”, pontua.

Formação contínua – Ao longo da história a empresa apostou na valorização e investimento na qualificação dos colaboradores, incentivando, assim, que eles produzam um legado científico em paralelo à trajetória profissional. Entre os colaboradores, mais da metade possui especialização acadêmica: mestrado, doutorado e PhD. São profissionais da área de geologia, biologia, geografia e mineração, entre outras.

“Temos nos nossos valores estarmos sempre pautados na questão científica, no aprofundamento dos conhecimentos dos nossos profissionais. Temos duas linhas: uma, contratar profissionais que tenham um desenvolvimento acadêmico e, outra, trabalhar no desenvolvimento desses profissionais, seja pela disponibilidade dos nossos dados para desenvolvimento de pesquisas e também apoiando a formação oferecendo benefícios com a flexibilidade do horário de trabalho, por exemplo. A empresa se adequa para que o profissional faça a sua especialização. E também os benefícios financeiros, com programas de desenvolvimento de profissionais no Brasil e exterior, em congressos, mestrados e doutorados. Os resultados são vários: construímos uma base científica muito mais forte, pautada em pesquisas e não em subjetividades. A ciência faz com que sejamos menos influenciados por fatores externos, nos dando credibilidade junto aos órgãos ambientais, e, consequentemente, uma garantia para o cliente sobre os resultados dos nossos estudos. Somos comercialmente conhecidos por essa base científica”, avalia a gestora.

 

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!