COTAÇÃO DE 20/05/2022

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$4,8730

VENDA: R$4,8740

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$4,9500

VENDA: R$5,0570

EURO

COMPRA: R$5,1492

VENDA: R$5,1504

OURO NY

U$1.846,53

OURO BM&F (g)

R$288,58 (g)

BOVESPA

+1,39

POUPANÇA

0,6441%

OFERECIMENTO

Negócios

Edição de Páscoa do Confeitar Minas vai oferecer cursos

COMPARTILHE

Evento em Belo Horizonte terá aulas sobre ovos de Páscoa, cupcakes, brigadeiros, entre outros | Crédito: Pixabay

A confeitaria já começa a se preparar para a Páscoa, melhor data do ano para o setor. Época democrática, que amplia os negócios de grandes empresários e profissionais autônomos, donas de casas e pessoas desempregadas que veem a chance de ampliar a renda familiar. Oportunidades não faltam e o Empreendendo no Lar se propõe a ajudar quem quer faturar nesta época.

O projeto vai realizar mais uma edição do Confeitar Minas – Especial Páscoa, de 15 a 17 de fevereiro na sede do Sebrae Minas (Av. Barão Homem de Melo 329 – Nova Granada), em Belo Horizonte, para divulgar as principais tendências e novidades de receitas para a Páscoa deste ano, que será no dia 17 de abril. Serão disponibilizadas aulas gratuitas e pagas (a partir de R$ 30,00), com temas variados. Entre outras, serão ministradas aulas sobre ovos de Páscoa, brigadeiros gourmet, brownies e cupcakes, além de palestras e mentorias sobre empreendedorismo, finanças e marketing

PUBLICIDADE




Serão mais de 400 vagas para as aulas gratuitas. As inscrições para essas aulas deverão ser realizadas nos próprios dias da sua realização, no local do evento. Os interessados devem chegar 30 minutos antes das aulas, quando serão distribuídas as senhas.

“Os conteúdos das aulas vão do básico ao avançado”, explica Dani Formigueiro, idealizadora do Empreendendo no Lar, confeiteira e organizadora do Confeitar Minas. Ela diz que a proposta do evento é, além de aperfeiçoar os conhecimentos e apresentar as novas tendências para os profissionais que já atuam na Confeitaria, capacitar pessoas que estão querendo entrar agora nesse ramo para que tenham a possibilidade de gerar renda inclusive trabalhando de casa.

São mais de 30 aulas. Uma delas, no dia 16 de fevereiro, será destinada exclusivamente às pessoas surdas, com intérprete de libras. O chef Alexandre Palione vai ensinar a fazer ovo torta de limão. “Os deficientes auditivos precisam ter acesso a conteúdo. A inclusão social passa pela geração de renda”, afirma Dani Formigueiro. Haverá também oficinas para crianças que terão a oportunidade de aprender e fazer ovos de Páscoa, cupcakes e bolo de cenoura. O evento seguirá todos os protocolos de segurança: o uso de máscaras e o distanciamento social durante as aulas serão medidas adotadas.

Está é a 8ª edição do Confeitar Minas, que ocorre duas vezes por ano: no Natal e na Páscoa. Tudo começou com a criação do Empreendendo no Lar, Projeto criado em 2016. A proposta é incentivar o empreendedorismo feminino. “Nosso trabalho é atualizar as pessoas não só com receitas, mas também no preparo da gestão – marketing, fotografia, vendas – para que possam gerar renda”, diz Dani ­Formigueiro.

Artesãs terão escola de negócios

PUBLICIDADE




Nove das dez costureiras que em 2021 participaram no projeto de produção de 15 mil máscaras entregues à Secretaria Municipal de Educação de Poços de Caldas (Sul de Minas) iniciaram em 2022 uma nova etapa do projeto Máscara+Renda: a Escola de Negócio das Artesãs.

A iniciativa, que começou no dia 17 de janeiro, também é desenvolvida pela Rede Asta, em parceria com o Instituto Alcoa, e tem como objetivo oferecer uma formação empreendedora para as profissionais do “feito à mão” com linguagem acessível e conteúdos aprofundados e relevantes para quem deseja encarar seu trabalho artesanal como um negócio.

“Transformamos toda a nossa experiência em aulas, divididas em macro temas com foco na economia do feito à mão: gestão, vendas, produção, criação e conformidade”, explica Miriam Lima, da Rede Asta. “Acreditamos que esses conhecimentos são fundamentais para aumentar as vendas, melhorar os produtos, criar posicionamento de marca, construir relacionamento com os clientes e, o principal, transformar artesãs em empreendedoras”, conclui.

Para a gerente de projetos do Instituto Alcoa, Monica Espadaro, a ideia do Máscara+Renda não se restringiu aos dois momentos de produção das máscaras, em 2020 e 2021, que foram ações mais pontuais. “A ideia é fornecer também uma ferramenta para que as costureiras pudessem levar seu negócio adiante, se estruturando melhor”, destacou.

A artesã Gisele dos Reis Oliveira está muito feliz e motivada com a Escola de Negócio. “Assim como o Máscara+Renda mudou minha vida, me ajudando psicologicamente e na parte financeira no momento que eu mais precisava, tenho a certeza de que o curso vai impulsionar o meu negócio e me fazer ir muito longe”, disse. “Já senti isso nas primeiras aulas, as instrutoras são muito parceiras, nos dão muitas dicas e esclarecem todas as nossas dúvidas”, finaliza Gisele, entusiasmada com a nova etapa, que criará possibilidades.

A Escola de Negócio das Artesãs terá a duração de três meses, período em que as participantes passarão por todo um processo formativo com foco no empreender, desde a etapa de conceito de qual é o negócio, o valor que ele tem para a sociedade, vendas, comercialização e precificação.

Os ingressos do evento podem ser comprados pela plataforma Sympla (clique aqui). A programação pode ser conferida no Instagram oficial (@confeitarminasoficial) e no site da Confeitar Minas.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!