Grau Técnico já preparou o retorno das aulas presenciais em suas unidades e dividiu a retomada das atividades em três fases | Crédito: Divulgação

Mesmo ainda sem autorização para o retorno nas atividades práticas, a rede educacional Grau Técnico segue se programando para o possível retorno nos próximos meses. A instituição preparou uma volta híbrida, aplicando medidas higiênicas necessárias para a segurança da equipe e dos alunos. Esse possível retorno será realizado de acordo com a autorização governamental de cada Estado brasileiro.

As unidades do Grau Técnico da Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH) – Venda Nova, centro da Capital, Barreiro e Contagem – seguem com ensino a distância diante da pandemia do Covid-19 e as medidas de distanciamento social adotadas em combate ao vírus.

O governo de Minas Gerais ainda estuda meios para permitir o retorno das atividades educacionais, que estão suspensas desde março. Um plano de retomada deverá ser divulgado em breve.

É que embora ainda não haja uma data definida para a volta, o governador do Estado, Romeu Zema (Novo), declarou, há algumas semanas, que o estudo presencial deverá ser retomado no decorrer do segundo semestre deste ano.

No caso da Rede Grau Técnico, a retomada foi dividida em três etapas. As aulas ao vivo com disciplinas interrompidas durante o período da pandemia, por exemplo, já foram retomadas. As transmissões são realizadas via plataforma interativa Zoom e, além das aulas, os alunos contam com atividades complementares. Já no segundo momento, as aulas em tempo real passam a ser acompanhadas com uma trilha de aprendizagem, disponível para os alunos na plataforma de ensino a distância APTA.

Já as aulas práticas presenciais só acontecem na terceira etapa do projeto, quando os alunos são divididos em dois grupos, obrigatoriamente respeitando o distanciamento de 1,5 metro na sala de aula. A divisão também englobará um revezamento entre os grupos: enquanto um grupo assiste aula presencial, o outro estará acompanhando o curso na ferramenta EAD. Na aula seguinte, os grupos se invertem. Não há definição das datas que serão estabelecidas de acordo com a liberação do Governo de cada Estado.

Medidas preventivas – Uso obrigatório de máscaras, distribuição de máscaras para os alunos, totem com álcool em gel disponíveis nas áreas de convívio e aferição de temperatura na entrada das unidades são algumas medidas tomadas com a possível autorização das atividades práticas presenciais. De acordo com Rodrigo Gomes, gerente de operações da rede, as medidas higiênicas serão padronizadas pela rede, mas seguirão as restrições de cada unidade.

“No nosso caso, vamos nos adequar a possíveis solicitações diferentes que poderão haver em alguns Estados. Exemplo: Em São Paulo, até o momento, as aulas estão programadas para setembro. Lá indicaram a necessidade de ser 35% da capacidade da sala.  Então vamos sempre nos adequar às normas impostas pelos Estados”, enfatizou.

Maior rede de ensino técnico particular do País, o Grau Técnico é o carro-chefe do grupo Grau Educacional. Com mais de 60 unidades, presente nas cinco regiões do País. Ao todo são mais de 20 cursos nas áreas de saúde, negócios, tecnologia e indústria. Os cursos duram de um ano e meio a dois anos, com aulas três vezes na semana. Os alunos recebem gratuitamente apostilas técnicas e contam com salas de aula integradas aos laboratórios.

Também integra o Grau Educacional a franquia Grau Profissionalizante (antiga Nível A), fundada em 2015. “A escola da sua profissão”, como é conhecida, possui completa estrutura voltada para a qualificação de mão de obra para o mercado de trabalho e conta com mais de 30 cursos profissionalizantes, rápidos e práticos, em áreas como bombeiro civil, cuidador de idosos, eletricista predial, gastronomia, informática, manutenção de smartphones, mecânica de carros e de motos, e refrigeração, entre outras.