Aliar juventude e tradição é uma estratégia que já virou lugar-comum nas receitas dos gestores para promover o crescimento de empresas de qualquer setor. Mas a prática vem sendo levada muito a sério e rendido bons resultados ao escritório Pimenta da Rocha Advogados, que acaba de ganhar dois novos sócios e passa a se chamar Pimenta da Rocha, Silveira e Marra Advogados (PRSM).

A entrada de Álvaro Marra e Samira Silveira como sócios é mais um passo de um processo que começou há mais de dois anos. Ambos foram estagiários e estão na empresa há mais de 10 anos. De acordo com o sócio-fundador do escritório, Alexandre Pimenta da Rocha, tudo surgiu da necessidade de tornar o serviço oferecido pelo escritório mais propositivo.

“O trabalho de um advogado costuma ser muito reativo, esperamos pela demanda do cliente, mas não precisa ser assim, começamos um processo de nos aproximarmos mais do cliente, conhecer mais o negócio dele, nos tornando uma consultoria jurídica. A partir disso alcançamos um crescimento de 60%”, relembra Rocha.

Essa decisão foi fundamental para que o escritório atravessasse 2020 e todas as consequências trazidas pela pandemia de Covid-19 crescendo. Hoje com 40 colaboradores e uma filial em Montes Claros, no Norte de Minas, a previsão é fechar o ano com 15% de crescimento em relação ao ano passado.

“Quando a pandemia começou, foi um grande susto. A nossa primeira preocupação foi preservar a saúde dos membros da equipe. Logo em seguida, a manutenção dos empregos. A partir disso, tivemos ainda mais certeza do acerto da decisão de nos aproximarmos dos nossos clientes. Fomos trabalhar junto deles para que as operações de cada um não parassem. Intensificamos o uso da tecnologia e, como outros setores, aceleramos a digitalização. E esse é um ganho definitivo”, explica.

Os próximos passos do escritório incluem a inauguração de uma filial em Itabirito, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), ainda neste ano, e intensificação das atividades em Montes Claros, Norte de Minas, onde está há mais de 15 anos.

“Itabirito é uma cidade muito interessante, com boas empresas e a partir da qual podemos estender nosso atendimento para outros municípios importantes como Ouro Preto (região Central), por exemplo. O mesmo acontece com Montes Claros. A cidade tem influência sobre todo o Norte de Minas e Sul da Bahia. É uma região industrial relevante, onde temos ainda muito a crescer”, completa o advogado.