COTAÇÃO DE 20-01-2022

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,4160

VENDA: R$5,4170

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,4470

VENDA: R$5,5770

EURO

COMPRA: R$6,1450

VENDA: R$6,1478

OURO NY

U$1.837,83

OURO BM&F (g)

R$321,61 (g)

BOVESPA

+1,01

POUPANÇA

0,6340%%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Negócios zCapa

Hapvida Saúde faz aquisição da Premium por R$ 150 mi

COMPARTILHE

" "
A transação é absolutamente sinérgica, disse Bruno Cals | Crédito: Falcão Júnior

Após poucos meses de atuação em Minas Gerais, a Hapvida Saúde, empresa de Fortaleza (CE) que atua no ramo hospitalar e de plano de saúde, segue investindo no Estado. Desta vez, a rede aportou R$ 150 milhões na aquisição da operadora de planos de saúde Premium Saúde S/A.

A informação foi divulgada via fato relevante enviado ao mercado na manhã de ontem e a conclusão da transação, como de praxe, está sujeita a determinadas condições precedentes, incluindo a apreciação e aprovação pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) e pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

PUBLICIDADE




A Premium conta com uma carteira de cerca de 125 mil beneficiários de planos de saúde localizados majoritariamente nas regiões metropolitanas de Belo Horizonte (65 mil vidas), Brasília-DF (13mil vidas), Montes Claros – Norte de Minas (9 mil vidas) e na região do Triângulo Mineiro (5 mil vidas), os quais são atendidos, atualmente, em rede credenciada. Há ainda 10 mil beneficiários de planos odontológicos, sendo 5 mil localizados na grande Belo Horizonte e 4 mil em Brasília.

Apenas na RMBH, a empresa possui cerca de 3% de market share. Aproximadamente 93% dos beneficiários estão em planos coletivos com tíquete médio de R$ 130 e o restante em planos individuais com tíquete médio de R$ 200.

Aquisições – De acordo com o diretor de relações com investidores, Guilherme Nahuz, trata-se da terceira aquisição da empresa em Minas Gerais. “Compramos a RNA Metropolitan em 2019, anunciamos a compra da Promed e agora a Premium Saúde. Todas estão concentradas majoritariamente na Região Metropolitana de Belo Horizonte e boa parte das vidas da carteira total está no Estado. Por isso, é uma aquisição bastante estratégica”, justificou.

Nahuz destacou ainda que além da carteira de beneficiários, a aquisição incluiu a infraestrutura assistencial de hospitais e clínicas.




Já o Diretor Superintendente Financeiro e de Relações com Investidores, Bruno Cals, afirmou que após a conclusão da transação e da aquisição do Grupo Promed (anunciada em setembro) – ambas sujeitas às aprovações regulatórias -, o Hapvida alcançará 13% de market share em Belo Horizonte e 14,3% na região metropolitana, o que configurará uma fatia de 8,2% em Minas Gerais, contando com mais de 420 mil beneficiários de planos de saúde.

“A robusta infraestrutura assistencial permitirá que a companhia consiga verticalizar o atendimento dos beneficiários da Premium Saúde, acelerando a captura de sinergias projetadas. A transação, nesse sentido, é absolutamente sinérgica”, destacou.

Assim, a rede própria da Hapvida Saúde no Estado contará com 4 hospitais e 7 clínicas de atendimento primário da aquisição do Grupo Promed, além do Hospital Mário Palmério em Uberaba (Triângulo). Há, ainda, um hospital em fase de construção em Uberlândia (Triângulo), cuja inauguração está prevista para o segundo semestre de 2021.

Neste sentido, em julho, o diretor superintendente da Hapvida Saúde, André Melo, disse ao DIÁRIO DO COMÉRCIO que o sistema verticalizado e integrado é um dos diferenciais do modelo de negócio da rede. E que a partir desta filosofia conseguem controlar todo histórico de atendimento dos beneficiários, resultando em maior eficiência.

“Temos como objetivo levar o atendimento à saúde de forma acessível do ponto de vista da qualidade e financeiro para toda a população. Para isso, montamos um modelo onde conseguimos ter um excelente nível de padronização dos atendimentos em qualquer unidade no Brasil”, explicou.

Premium – A Premium Saúde conta com uma carteira de cerca de 125 mil beneficiários de planos de saúde localizados majoritariamente nas regiões metropolitanas de Belo Horizonte (65 mil), Brasília-DF (13 mil), Montes Claros – Norte (9 mil) e na região do Triângulo Mineiro (5 mil) os quais são atendidos, atualmente, em rede credenciada.




Também tem 10 mil beneficiários de planos odontológicos, sendo 5 mil localizados na Grande Belo Horizonte e 4 mil em Brasília.

Além disso, registrou nos últimos 12 meses receita total de R$ 143 milhões e sinistralidade consolidada de aproximadamente 78%.

 

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!