COTAÇÃO DE 24/09/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,3430

VENDA: R$5,3440

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,3800

VENDA: R$5,5030

EURO

COMPRA: R$6,2581

VENDA: R$6,2594

OURO NY

U$1.750,87

OURO BM&F (g)

R$301,00 (g)

BOVESPA

-0,69

POUPANÇA

0,3012%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Negócios zCapa

Instituto mantém Encontro pela Felicidade e Bem-Estar

COMPARTILHE

Programa está baseado no cruzamento dos pilares da felicidade com os ODS, diz Nunes | Crédito: Divulgação

Criar pessoas e uma cidade feliz é uma missão que precisa ser abraçada, claro, também pelos políticos daquela localidade, especialmente o prefeito. E, para ajudar os futuros prefeitos das cidades brasileiras que serão eleitos em 2020, o Instituto Movimento pela Felicidade lançou o seu “Programa de Governo”.

O documento, redigido após uma longa pesquisa com mais de 3 mil pessoas e especialistas, reúne mais de 200 recomendações dedicadas ao executivo municipal.

PUBLICIDADE

“Em um dos nossos eventos no fim do ano passado, um candidato à prefeitura de Nova Lima (cidade na Região Metropolitana de Belo Horizonte) nos pediu ajuda para montar um programa de governo baseado na felicidade. Veio daí a ideia de produzir um documento que pudesse orientar qualquer candidato nesse sentido. Fizemos uma extensa pesquisa ouvindo o que as pessoas consideravam essencial para a constituição de uma comunidade feliz e também especialistas em cada área apontada. A íntegra do documento pode ser conferida no site movimentopelafelicidade.com.br e no arquivo disponível online”, afirma o presidente do Instituto pela Felicidade.

O Programa está baseado no cruzamento dos pilares da felicidade com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas. A premissa é que a felicidade é um bem público e deve ser compartilhada por todos.

“O candidato tem que apresentar um programa de governo que represente as necessidades da população. Estamos acostumados a dizer o que ela precisa, e não a ouvir dela o que ela precisa. Por isso fomos escutar das pessoas o que seria bom para as pessoas. Criamos um painel com dois eixos: felicidade interna bruta e cruzamos com os ODS e verificamos a correlação muito forte. A partir daí discutimos propósitos e valores que são inegociáveis: foco nas pessoas e no bem comum; estímulo permanente para que as pessoas participem do governo; acessibilidade e transparência no trato da máquina pública; tolerância zero com a corrupção e a falta de ética; e compromisso com a sinergia, todos no governo têm que estar alinhados”, enumera.

Um candidato à prefeitura de Nova Lima pediu ajuda para montar um programa de governo baseado na felicidade | Crédito: Alisson J. Silva/ Arquivo DC

Encontro internacional – Segundo a sabedoria das redes sociais, 2020 não é um ano para amadores. Desde a pandemia e a crise econômica trazidas pela Covid-19, até os incêndios de proporções bíblicas que atingem biomas em todo o planeta, 2020 é, até agora, um ano de tristezas e reflexões. Não tem sido fácil achar alguém que se diga plenamente feliz. Mas mesmo assim, ou, justamente por isso, o Instituto Movimento pela Felicidade fez questão de manter a realização da sétima edição do Encontro Internacional pela Felicidade e Bem-Estar, entre os dias 23 e 27 de novembro.

De acordo com o organizador e presidente do Instituto Movimento pela Felicidade, Benedito Nunes, falar de felicidade é urgente e esse é um tema cada vez mais debatido em todo o mundo. Para essa edição, o Instituto conta com dois parceiros: a instituição internacional Brahma Kumaris e a startup Be Happier.

Para debater a temática, utilizando recursos tecnológicos, o evento oferecerá um diversificado e amplo espaço para o entendimento dos aspectos estruturantes da felicidade, reunindo especialistas, casos de sucesso e praticantes experimentados, lançando as bases para a construção de uma nova concepção de realidade no pós Covid-19.

“Esses parceiros nos ajudam a fazer a parte operacional do evento e também a curadoria de assuntos e palestrantes. Vamos trazer três eixos principais: Pessoas Resilientes, por conta principalmente da Brahma Kumaris; Organizações Humanizadas, com a Be Happier; e Cidades Felizes, com o Instituto. Serão mais de 30 palestras que ficarão disponíveis para os participantes na plataforma até 30 dias depois do evento”, explica Nunes.

As inscrições já estão abertas no site felicidadeebemestar.com.br, com preço de R$ 119 para os cinco dias de atividades.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!