COTAÇÃO DE 21-01-2022

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,4550

VENDA: R$5,4550

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,4870

VENDA: R$5,6130

EURO

COMPRA: R$6,1717

VENDA: R$6,1729

OURO NY

U$1.829,52

OURO BM&F (g)

R$320,53 (g)

BOVESPA

-0,15

POUPANÇA

0,6107%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Coronavírus Negócios
" "
Faro emite a primeira debênture sustentável do País
Crédito: Divulgação

Enquanto alguns setores sofrem com consequências graves devido a pandemia de Covid-19, outros evidenciam a sua importância nesse momento.

Empresas ligadas a preservação do meio ambiente e redução de custos, por exemplo, estão se tornando uma tendência ainda mais forte. Nessa categoria, o mercado de energia sustentável é um dos protagonistas.

PUBLICIDADE




No Brasil, a energia fotovoltaica já era considerada uma forte aliada da economia e vinha ganhando cada vez mais destaque no País.

“Com as dificuldades econômicas atuais e a necessidade de cuidar melhor do bem-estar da população, esse tipo de investimento, popularmente conhecido como energia solar, se tornou uma das principais apostas para os próximos anos”, diz Alexandre Leocádio, Diretor Comercial da Amerisolar Brasil, multinacional responsável pela fabricação de painéis solares recém instalada em território nacional.

De acordo com uma pesquisa realizada pela National Grid, companhia responsável pela distribuição e geração elétrica da Inglaterra, durante a pandemia de Covid-19 observou-se que 40% da demanda de energia no País foi atendida com fontes renováveis de energia, o maior índice desde 1822. A expectativa é que, nos próximos anos, o Brasil siga pelo mesmo caminho. “Uma das razões para a instalarmos a empresa no País foi exatamente o cenário favorável antes mesmo da pandemia. Agora, mais do que nunca, com a crise econômica crescente, grandes e pequenas empresas, além da população em geral, buscam formas de economizar”, diz.

Alexandre Leocádio acrescenta que a energia fotovoltaica também chama atenção para a sustentabilidade.




“A mudança drástica nos hábitos da população também tem consequência na forma em que elas observam o mundo ao seu redor. Elas estão se preocupando cada vez mais com o uso correto do meio-ambiente. A sociedade cobra isso com mais frequência da indústria. Então, isso deve impactar diretamente na forma como será feito o investimento em energia em curto e longo prazo”, afirma. (Da Redação)

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

CONTEÚDO RELACIONADO

OUTROS CONTEÚDOS

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!