COTAÇÃO DE 26/05/2022

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$4,7610

VENDA: R$4,7610

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$4,8500

VENDA: R$4,9530

EURO

COMPRA: R$5,1433

VENDA: R$5,1459

OURO NY

U$1.850,86

OURO BM&F (g)

R$284,80 (g)

BOVESPA

+1,18

POUPANÇA

0,6719%

OFERECIMENTO

Negócios Negócios-destaque

Lata de alumínio completa 30 anos no Brasil

COMPARTILHE

Crédito: REUTERS/Paulo Whitaker

Poucos produtos no mundo são facilmente reconhecidos por sua sustentabilidade, praticidade e estilo como a lata de alumínio para bebidas. A embalagem mais reciclada do planeta, que modificou hábitos e introduziu conceitos hoje fundamentais para a economia sustentável, completa 30 anos de fabricação no Brasil.

A Associação Brasileira dos Fabricantes de Latas de Alumínio e a Novelis (Abralatas), líder mundial em laminados e reciclagem de alumínio, se uniram para comemorar esse marco que revolucionou o mercado de bebidas ao inserir a embalagem sustentável no dia a dia dos brasileiros.

PUBLICIDADE




O crescimento da lata de alumínio no Brasil é vertiginoso. Em 1989 foi iniciada a produção e apenas 10 anos depois, em 1999, já atingíamos a marca de 10 bilhões de latinhas. Em 2009, se aproximava dos 20 bilhões e, em 2019, devemos alcançar o patamar próximo a 30 bilhões de latinhas. Produção que se consolida como terceiro maior mercado mundial, atrás apenas de EUA e China.

“A partir da primeira fábrica, instalada na cidade de Pouso Alegre, Sul de Minas Gerais, o setor investiu pesado para atender a demanda crescente dos consumidores e dos diversos fabricantes de bebidas por uma embalagem comprovadamente sustentável”, ressalta o presidente executivo da Abralatas, Cátilo Cândido. Ele observa que hoje são 22 unidades industriais espalhadas por todas as regiões do País. “Trinta anos depois, agora é a vez de envasarmos a primeira água em lata do Brasil” pontua Cândido. “A latinha possui ainda um ciclo de vida relativamente curto já que leva poucos meses para voltar ao ponto de venda após o consumo e descarte, formando um conceito perfeito de economia circular”, pontua.

O crescimento da produção reflete em mais de 6 mil empregos diretos e geração de renda para cerca de 600 mil pessoas envolvidas na etapa da reciclagem. Um dos principais catalisadores do consumo de latas de alumínio é o crescimento da participação da lata no mercado de cerveja, que já ultrapassou a marca dos 50%.

O alumínio permite a criação de embalagens diferenciadas e modernas e, por ser leve e resistente, diminui o custo do transporte, reduzindo a pegada de carbono dos produtos. No caso da latinha de alumínio, além de gelar as bebidas mais rápido, as vantagens incluem uma melhor conservação do sabor do produto, pois impede a incidência de luz, até a economia de espaço nos pontos de vendas, trazendo vantagens para os varejistas.

PUBLICIDADE




Consumo consciente – Por ser 100% reciclável, a lata de alumínio se tornou sinônimo de consumo consciente e exerce um importante papel para a consolidação de um modelo de negócio sustentável no País. A reciclagem de alumínio contribui para um menor impacto ambiental ao reduzir em 95% a emissão de gases e consumir apenas 5% de energia necessária para produção de alumínio a partir do minério. De acordo com dados da Abralatas e Associação Brasileira do Alumínio (Abal), o Brasil se mantém como um dos líderes mundiais na reciclagem de latas de alumínio com o alto índice de 97,3%.

“A Economia Circular faz parte do modelo de negócios da Novelis e foi o que nos motivou a anunciar um investimento adicional de R$ 650 milhões para expandir nossa capacidade de laminação e reciclagem.”, comenta o vice-presidente Comercial da Novelis América do Sul, Augusto Nogueira. “A latinha no Brasil é produzida com mais de 70% de conteúdo reciclado, além de ser infinitamente reciclável. A reciclagem gera renda para cooperativas de materiais reciclados e movimenta cerca de R$ 1 bilhão por ano.”, completa o executivo.

Para garantir que uma lata se torne uma nova lata, a Novelis estabeleceu uma rede de 11 centros de coleta de sucata no território nacional, de onde partem as latas usadas para serem recicladas e utilizadas como matéria prima para novas latas em Pindamonhangaba (SP), o maior centro de laminação e reciclagem de alumínio da América Latina, onde a Novelis recicla cerca de 60% de todas as latas produzidas no Brasil por ano. (Da Redação)

ArcelorMittal é eleita líder do setor

A ArcelorMittal Brasil foi escolhida a empresa líder do setor de siderurgia e metalurgia pelo Guia Exame de Compliance. O prêmio foi entregue no dia 3, em Brasília, com a presença do ministro da Justiça Sergio Moro.

O Guia Exame de Compliance está em sua primeira edição e foi produzido a partir de metodologia desenvolvida em parceria com a Fundação Dom Cabral (FDC) e a FSB Pesquisa para avaliar e identificar os principais destaques da área. O levantamento levou em consideração sete eixos de avaliação: estruturas da área e do código de ética, uso de tecnologias, maturidade e eficiência, sistemas de combate à corrupção, processos judiciais e leniência e comunicação.

Uma das premissas do Programa de Integridade da ArcelorMittal Brasil é manter a organização em total alinhamento com as melhores práticas de governança e compliance e, ao mesmo tempo, usar sua liderança e presença em mais de 60 países para promover o comportamento ético, justo e igualitário, dentro e fora da empresa.

“O reconhecimento demonstra a maturidade de nosso programa de integridade, criado em 2007 e pautado nas melhores práticas internacionais e aplicável a todas as empresas do Grupo. A sua evolução é concretizada no engajamento de toda a alta administração e de seus colaboradores na disseminação da Cultura de Integridade junto aos públicos interno e externo”, aponta o presidente da ArcelorMittal Brasil, Benjamin Baptista Filho.

“A empresa se sente honrada com esse importante reconhecimento, especialmente em um contexto onde a sociedade tem exigido cada vez mais transparência nas relações comerciais e as empresas estão sendo avaliadas também pela forma como os resultados são obtidos. O desenvolvimento de uma cultura de integridade é indispensável para a sustentabilidade e perenidade das organizações”, destaca o CEO da ArcelorMittal Aços Longos Latam, Jefferson De Paula.

Três pilares – O Programa de Integridade da ArcelorMittal baseia-se nos pilares de honestidade e transparência, respeito e dignidade e exemplaridade. Além disso, a empresa possui diversas políticas e procedimentos periodicamente revisados. Alguns exemplos são Código de Conduta, Política Anticorrupção, Política de Direitos Humanos, Política Antifraude, Política Sobre Denúncia, Diretrizes para o Cumprimento das Leis de Defesa da Concorrência e Procedimento de Proteção de Dados Pessoais.

“O Programa de Integridade da ArcelorMittal Brasil vai além das políticas e procedimentos, sendo o resultado de um trabalho diário e integrado das áreas de negócio na construção de uma cultura genuína de integridade. Esse reconhecimento endossa o trabalho que vem sendo desenvolvido por mais de 10 anos e nos desafia para o futuro”, ressalta Marina Soares, Compliance Officer da ArcelorMittal Brasil. (Da Redação)

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!