COTAÇÃO DE 21-01-2022

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,4550

VENDA: R$5,4550

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,4870

VENDA: R$5,6130

EURO

COMPRA: R$6,1717

VENDA: R$6,1729

OURO NY

U$1.829,52

OURO BM&F (g)

R$320,53 (g)

BOVESPA

-0,15

POUPANÇA

0,6107%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Negócios
" "
Empreendimento será erguido em uma área de 8,4 mil metros quadrados e terá 180 unidades de dois quartos, sendo todas com garagem - Crédito: Divulgação

O município de Sete Lagoas, localizado na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), é a nova aposta da MRV. A construtora acaba de investir R$ 18 milhões no residencial Moradas da Lagoa, empreendimento imobiliário que se enquadra no programa “Minha casa, minha vida” e inclui diferenciais em sua estrutura, como bike compartilhada e painéis fotovoltaicos. A expectativa é de que o empreendimento seja entregue em 18 meses e gere um valor geral de vendas (VGV) de R$ 24 milhões.

O diretor comercial da MRV, Yuri Chaun Ramires, afirma que a construtora sempre enxergou potencial em Sete Lagoas, tendo, inclusive, investido em dois empreendimentos na cidade há dois anos.

PUBLICIDADE




“A verdade é que não conseguimos acompanhar a demanda crescente na cidade e, por isso, ficamos um intervalo sem investir em Sete Lagoas. Mas, agora, estamos de volta e com uma excelente localização, que é a Região do Várzea, que fica bem próxima ao centro”, diz.

O empreendimento será erguido em uma área de 8,4 mil metros quadrados e terá 180 unidades de dois quartos, sendo todas com garagem. Alguns apartamentos também terão áreas privativas de até 30 metros quadrados, o que atenderá a demanda de famílias da região por espaços um pouco maiores. As unidades se enquadram ao programa “Minha casa, minha vida” e podem ser adquiridas a partir de R$ 128 mil.

Entre os principais diferenciais do Moradas da Lagoa está o fato de ser o primeiro empreendimento econômico da cidade a contar com a instalação de placas fotovoltaicas. A energia solar será direcionada para o consumo de energia em áreas comuns, o que pode gerar redução de custo do condomínio de cerca de 80%.

Além disso, o prédio contará com sistema de segurança completo, preparação para receber wi-fi nas áreas de lazer, bike compartilhada, coleta seletiva de lixo e dispositivos economizadores de água e energia. Na área de lazer também haverá salão de festas, playground, churrasqueira, pomar e bicicletário.




“Um empreendimento que se enquadra no ‘Minha casa, minha vida’ e que tem todos esses diferenciais é uma grande inovação para Sete Lagoas”, afirma o diretor.

Segundo ele, a expectativa é de que cerca de 20% a 30% das unidades sejam vendidas nos primeiros 30 dias. Ele acredita que, em até 12 meses, todos os apartamentos tenham sido comercializados, gerando um VGV de R$ 24 milhões para a MRV. A obra acaba de ser iniciada e a expectativa é de que as unidades sejam entregues em até 18 meses.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!