COTAÇÃO DE 21/01/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,3631

VENDA: R$5,3641

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,3830

VENDA: R$5,5200

EURO

COMPRA: R$6,4584

VENDA: R$6,4613

OURO NY

U$1.869,59

OURO BM&F (g)

R$ 318,51 (g)

BOVESPA

-1,10

POUPANÇA

0,1159%%

OFERECIMENTO

Mercantil do Brasil - ADS

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Negócios Negócios-destaque
Página Inicial » Negócios » My Mall alcança 100% de locação

My Mall alcança 100% de locação

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Novos projetos totalizam investimentos de R$ 65 milhões | Crédito: Divulgação

Desde que o mundo foi surpreendido pela pandemia imposta pelo novo coronavírus, a economia vem mudando radicalmente. Com isso, o perfil do consumidor também sofreu transformações, o que é comprovado por estudo divulgado recentemente pela empresa de consultoria e auditoria PwC Brasil: 34,7% dos entrevistados disseram que a proximidade da loja com o bairro onde moram tem influência na decisão de compra em espaço físico.

Esse cenário tem impulsionado o segmento de street malls, empreendimentos que se destacam por oferecer, em um espaço aberto, mix completo e amplas vagas de estacionamento, o que proporciona praticidade e segurança na hora de fazer as compras.

A My Mall, empresa consolidada no mercado de desenvolvimento de lojas de rua organizadas (os street malls), fundada em 2012, tem obtido resultados positivos. Neste mês, a empresa alcançou uma marca histórica e chegou a 100% de locação dos empreendimentos prontos. Atualmente, a My Mall possui 10 empreendimentos finalizados, localizados em Belo Horizonte (nos bairros São Luiz, Itapoã; dois no Padre Eustáquio, Serrano e Jardim Atlântico), Betim, Vespasiano, Matozinhos e Ribeirão das Neves.

Segundo o supervisor comercial da My Mall, Leonardo Gomes, grande parte das lojas disponíveis foi ocupada por grandes marcas âncoras, como Lojas Americanas, academia Smart Fit, Burger King, banco Sicoob e Drogaria Araujo.

“Isso ocorreu porque o comércio nas lojas de rua, em locais abertos, com foco em conveniência, foi mais resistente à crise econômica gerada pela pandemia e acreditamos que assim permanecerá. O nicho de conveniência continua funcionando normalmente por incluírem serviços essenciais, o que também é fator relevante para possibilitar novos investimentos e como nossos empreendimentos oferecem estrutura melhor que as lojas de rua tradicionais, com mais estacionamento, visibilidade, iluminação, espaço de convivência, conseguimos colher bons resultados”, avalia. Além das grandes redes, também estão presentes nos empreendimentos lojistas satélites de diferentes segmentos, como academia, lanchonetes e lojas focadas em serviços.

Muitos lojistas, que mantinham lojas em shopping centers, passaram a optar pelo comércio de rua, mas em busca de um local organizado, com boa estrutura, bem arejado e com custo menor. “As restrições com a pandemia foram maiores nos shopping centers e a procura pelos street malls cresceu muito. São muitas as vantagens de instalar um ponto comercial em centros de compras menores e abertos, como a grande quantidade de vagas de garagem disponíveis e opção de lojas com pé-direito duplo. Além disso, possibilita uma experiência de compra rápida aos clientes, por meio da facilidade de parar na porta da loja, em uma vaga confortável, sem enfrentar aquela dificuldade de manobrar o veículo na rua”, explica Gomes.

Além da marca recorde de 100% dos imóveis locados, Gomes ressalta que, mesmo durante a pandemia, a empresa não teve registros de inadimplência no pagamento do aluguel. “A conquista de bons clientes fez com que mantivéssemos nossas lojas ocupadas, apesar das medidas de isolamento social e fechamento do comércio impostos pela pandemia. Negociamos alguns contratos, mas conseguimos manter o recebimento de 100% dos aluguéis. Sem dúvida, um dos fatores relevantes para esse resultado é a boa parceria que mantemos com nossos locatários e a demanda que temos pelos empreendimentos”, declara.

Expectativas positivas – Os bons resultados da My Mall no mercado sinalizam para expectativas positivas para o próximo ano. A empresa está com quatro empreendimentos em fase de lançamentos e obras, todos para serem iniciados ainda neste ano. Além disso, há mais seis em fase de desenvolvimento e aprovação nas respectivas prefeituras. Os novos projetos previstos totalizam investimentos de cerca de R$ 65 milhões.

Gomes ressalta que essa pode ser uma boa oportunidade de investimento para os empresários, sobretudo pelas perspectivas de retomada da economia. “Nossos empreendimentos finalizados estão com 100% de locação, mas também oferecemos a possibilidade de lojas na planta ou em construção, que ainda não estão prontas. Para os projetos em fase de aprovação, os empresários também já podem fazer reserva do espaço. Estamos com expectativas muito positivas”, destaca o supervisor comercial da My Mall.

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

VEJA TAMBÉM

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!