DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,2090

VENDA: R$5,2100

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,1800

VENDA: R$5,3600

EURO

COMPRA: R$6,0756

VENDA: R$6,0768

OURO NY

U$1.813,62

OURO BM&F (g)

R$300,00 (g)

BOVESPA

-3,08

POUPANÇA

0,2446%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Negócios

Minas Gerais agrega valor com diversificação das exportações

COMPARTILHE

Os embarques do Estado já somaram US$ 14,363 bilhões neste ano | Crédito: Divulgação

Minas Gerais corresponde a pouco mais de 10% das exportações brasileiras que vão, principalmente, para países como China e Estados Unidos, comercializando basicamente minério de ferro e seus concentrados, bem como commodities agrícolas.

Mas a lista não para por aí. O Estado possui uma pauta exportadora diversa, com produtos que vão de commodities, a produtos de maior valor agregado como veículos de passageiros, de carga, helicópteros e bens de capital, máquinas industriais, além de equipamentos elétricos, móveis, produtos de indústria têxtil e calçadista e diversos itens da indústria alimentícia. Todavia, há uma relevante concentração do total exportado nas vendas para o mercado externo de minério de ferro, café, ouro, soja, entre outros.

PUBLICIDADE

No ranking nacional, Minas fica atrás apenas de São Paulo e Rio de Janeiro, que, juntos, respondem por 33% dos itens enviados ao exterior. Já quando o assunto é o destino dos produtos, destacam-se China e Estados Unidos, Canadá, Alemanha, Holanda, Japão, Reino Unido, Argentina, Itália e Bahrein.

Nos primeiros cinco meses de 2021, as exportações de Minas Gerais somaram US$ 14,363 bilhões, representando alta de 49% sobre os US$ 9,593 bilhões do exercício anterior. Em termos de volumes, as exportações já somam 61,276 milhões de toneladas contra 49,199 milhões de toneladas em 2020, de acordo com a Secretaria Especial de Comércio Exterior e Assuntos Internacionais (Secint) do Ministério da Economia.

Já quando considerado o ano de 2020, o desempenho do Estado foi de US$ 26 bilhões, 12,6% do total das vendas internacionais nacionais, que chegaram a US$ 209,921 bilhões. Na comparação com as remessas ao exterior em 2019 (US$ 25,138 bilhões), houve elevação de 4,4%. Em volume, as exportações somaram 144 milhões de toneladas no decorrer do ano passado contra 141 milhões de toneladas em 2019. Isso representou aumento de 2,41% entre os exercícios.

Minérios e commodities lideram as exportações de Minas Gerais

Histórica e economicamente, a pauta exportadora mineira é marcada pelos embarques de minério de ferro e seus derivados – tamanha importância e riqueza do setor, que o mesmo se encontra cravado no próprio nome das Gerais.

Adicionalmente, dotada de solo rico e terra fértil, as minas de Minas também dão lugar e destaque a diferentes produtos agrícolas que mostram, ano após ano, a força e a importância para a composição do Produto Interno Bruto (PIB) do Estado.

Vale dizer que o grande diferencial mineiro está no desempenho da balança comercial, que é quando se calcula a diferença entre exportações e importações. O índice fechou o último ano superavitário, com um saldo positivo de US$ 18 bilhões.

E para além da representatividade das divisas do próprio Estado, de acordo com a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sede), “a balança comercial mineira impacta profundamente também nos lucros do comércio internacional brasileiro, pois o seu resultado é responsável individualmente por 36% do saldo da balança comercial nacional”.

Conheça os dez principais produtos mais exportados por Minas Gerais

Os dez principais produtos exportados por Minas Gerais no ano passado, segundo levantamento da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sede), também são diversos e vão de diferentes minerais a componentes industriais, passando por integrantes do agronegócio. Confira a lista:

Minério de ferro e seus concentrados – 37%
Café, mesmo torrado ou descafeinado – 15%
Ouro – 7%
Soja – 6%
Ferro-ligas – 5%
Açúcares de cana ou de beterraba – 4%
Ferro fundido bruto e ferro spiegel (especular) – 3%
Carnes de animais da espécie bovina – 3%
Pastas químicas de madeira – 2%
Tubos e perfis ocos sem costura, de ferro ou de aço – 1%

Segundo a secretaria, em termos de valores, os dez primeiros produtos destacados foram responsáveis por 83% do valor total exportado pelo Estado no último ano. E vale ressaltar que, em todos esses produtos, Minas Gerais é líder nacional de exportações ou figura-se como um dos principais estados fornecedores, evidenciando a grande competitividade exportadora mineira.

Conheça um pouco mais sobre as exportações de Minas Gerais

E que tal conhecer um pouco mais de cada um dos dez produtos mais exportados por Minas Gerais? Veja a lista detalhada criada pelo DIÁRIO DO COMÉRCIO:

1) Minérios de ferro e seus concentrados

Historicamente maior produtor de minério em todo o País, Minas Gerais tem o insumo siderúrgico no topo da lista das exportações. O produto lidera os embarques do Estado há décadas. Nem mesmo recentemente, quando Minas perdeu a liderança na produção da commodity para o Pará, o item perdeu sua importância. Para se ter uma ideia, no decorrer do ano passado, respondeu por 37% das exportações mineiras.

2) Café, mesmo torrado ou descafeinado

Minas é bastante reconhecida por suas plantações de café, tornando-se assim, o maior exportador mundial do grão, o que faz o café aparecer na 2ª posição entre os produtos mais embarcados pelo Estado. A iguaria mineira, conhecida e apreciada em todo o mundo, representa cerca de 15% do total dos embarques do Estado.

3) Ouro

Quando se fala na mineração de Minas Gerais, logo se pensa em minério de ferro. Mas o Estado possui uma extensa lista de outros minerais extraídos de seu solo e rochas, inclusive ouro. O mineral é um dos mais preciosos do mundo e foi encontrado no Brasil ainda no período colonial. Atualmente, continua sendo um dos bens minerais mais cobiçados no País e, no ano passado, respondeu por 7% das exportações de Minas Gerais.

4) Soja

A soja representa 6% das exportações mineiras e o Brasil é o maior produtor do grão no mundo. O Estado vem batendo recorde na produção ano a ano e figura hoje como o sexto produtor nacional.

5) Ferro-ligas

Ferro-ligas são ligas de ferro a um ou mais elementos químicos, como manganês, silício, cromo e níquel. São utilizadas em processos metalúrgicos para adição de propriedades a materiais e destinam-se principalmente à produção de aço. Representa 5% das exportações de Minas Gerais.

6) Açúcares de cana ou de beterraba

As exportações brasileiras de açúcar bateram recorde em 2020. Na mesma medida, Minas Gerais alcançou volume recorde de 70,6 milhões de toneladas de cana-de-açúcar na safra 2020/2021, com crescimento de 2,7% na comparação com a safra anterior. É que o cenário global tem favorecido a commodity, que somada ao açúcar de beterraba concentrou 4% das exportações do Estado.

7) Ferro fundido bruto e ferro spiegel (especular)

O ferro fundido bruto e ferro spiegel (especular), em lingotes, linguados ou outras formas primárias, também é conhecido como o ferro-gusa spiegel e representa 3% das exportações do Estado.

8) Carnes de animais da espécie bovina

Mais de 40% do território mineiro é composto por áreas de pastagens (nativas e plantadas). Destaca-se a criação de bovinos entre as vocações mais fortes do Estado. A renda do agronegócio da pecuária bovina, notadamente a de corte, está centralizada na atividade primária. Assim, a pecuária mineira se consolidou como uma grande produtora e exportadora de animais vivos para recria e abate em outras unidades federadas. Este grupo representa 3% dos embarques mineiros e a maior parte dos embarques vai para países como Estados Unidos e China.

9) Pastas químicas de madeira

Mais conhecidas como celulose, representam 2% das exportações totais do Estado. A China é o mais importante destino do setor nacional. Conforme o tipo de papel a ser produzido, a celulose é submetida a tratamentos especiais com químicos, antes de ser processada na fábrica de papel, daí o nome ‘pastas químicas’.

10) Tubos e perfis ocos sem costura, de ferro ou de aço

Por fim, mas não menos importantes, os tubos e perfis ocos sem costura, de ferro ou de aço, respondem por 1% do total enviado e são itens essenciais para a indústria – no ramo de mecânica e metais – e construções em geral – em estruturas, tubulações de esgoto, de gás natural, etc. Representam 1% dos embarques de Minas a outros países.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

CONTEÚDO RELACIONADO

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!