O Canadá não aceita cortes com osso exposto ou cartilagem rompida - Crédito: Divulgação

O Canadá é o novo destino dos produtos da Pif Paf Alimentos. A empresa conquistou junto ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) todas as aprovações necessárias para embarcar cortes de frango para o país da América do Norte e deve iniciar as exportações no segundo semestre. A chegada ao novo mercado faz parte da expansão da capilaridade da empresa, que deve dobrar o volume dos embarques nos próximos cinco anos.

De acordo com o gerente de comércio exterior da Pif Paf, Edson Cavalcanti, a habilitação para exportação foi concedida à planta de Palmeiras de Goiás, em Goiás. Ele destaca que, embora o mercado canadense seja pequeno e muito concorrido, a chegada a esse destino é uma conquista muito importante para empresa, isso porque o Canadá tem um dos mercados mais exigentes do mundo em relação à importação de alimento.

“Subimos mais um degrau na nossa exposição mundial quanto à qualidade do nosso produto”, comemora. Justamente por ser tão exigente sobre as condições do alimento que chega a seu mercado, o Canadá também paga um preço acima da média mundial pelos produtos, o que o torna um cliente valioso.

“O país pede detalhes como tipos de embalagem e classificação dos produtos, além de exigir especificações em número de hematomas e não aceitar cortes com osso exposto ou cartilagem rompida”, detalha.

Cavalcanti afirma que a Pif Paf está em momento de prospecção do mercado canadense e, por isso, ainda não tem metas de volume a ser exportado. A expectativa é de que as primeiras remessas sejam enviadas no segundo semestre deste ano. Segundo o gerente, com o Canadá, a empresa alcança a marca de 17 países onde seu produto está presente.

Hoje, o volume de produtos exportados no grupo representa de 7% a 10% do faturamento da empresa. A meta é dobrar a representatividade das exportações em até cinco anos. Além do Canadá, a Pif Paf pleiteia habilitação para exportar para a China e União Europeia. No ano passado, o grupo chegou à África do Sul e ao Chile.